São Luís do Maranhão – o retorno

Há algum tempo, lá pelos idos do ano passado, eu tive a oportunidade de conhecer a capital maranhense.  Estive lá a trabalho e, por isso, o tempo que pude desfrutar a cidade foi muito escasso.  Conhecia tão pouco sobre o lugar que fiquei surpreso ao descobrir que era possível ver os lençóis maranhenses do avião, no caminho de Fortaleza (uma escala na viagem) para São Luís.

Depois de algum tempo, trabalhando aqui no Rio de Janeiro no mesmo projeto, conheci muito mais sobre a cidade e o estado: política, economia, muita geografia, alguma história…  Li  bastante, aprendi um bocado.  E recebi um monte de comentários dos ludovicenses aqui no blog, sempre defendendo a terra natal.  Não aprendi tudo, mas certamente muito mais do que eu sabia naquela época.

Há poucas semanas, retornei a São Luís, mais uma vez por força de compromissos profissionais.  Dessa vez, porém, um imprevisto fez com que eu ganhasse um tempo livre maior para curtir a cidade, aprender in loco, ver, enxergar coisas que eu talvez não pudesse ter descoberto na primeira visita.

Patrimônio abandonado: a regra
Patrimônio abandonado: a regra

E me desculpem os maranhenses e os ludovicenses, que defendem sua terra dizendo que eu não a conheço.  Um passeio desatento pelo centro histórico é bastante para ver isso.  Pobreza para todos os lados, abandono de um local que é tombado pela Unesco como Patrimônio Histórico da Humanidade, mendicância ostensiva, drogas, prostituição, palafitas…  É o lugar onde Judas perdeu as botas: longe e ruim.  Depois dessa viagem, afirmo com convicção: não vale a pena conhecer.  Não vale mesmo.  Eu desaconselho.  Há muitos lugares mais perto, mais baratos e melhores para se ver no Brasil.

Patrimônio mal conservado
Patrimônio mal conservado

Relendo aquele post, vi que peguei muito leve com a cidade.  Ela é beeeem pior do que eu retratei.  Nem tanto pelo calor, porque isso não se pode mudar.  Nem tanto pela chuva, porque isso também não se pode mudar.  É mais por aquilo em que deixaram a cidade se transformar (seus governantes e o povo que os elegeu).  Ela tinha tudo para ser linda, um presépio, uma Tiradentes tamanho gigante.  Tornou-se ruína de uma época que já se foi e que, ao que parece, não voltará mais.  Andando pelo centro histórico, vê-se, a cada esquina, um casarão em ruínas, caindo aos pedaços.  É lindo para fotografar, mas não é esse o sentido da palavra “tombamento” que eu gostaria de ver ali.

Fachada do Palácio dos Leões
Fachada do Palácio dos Leões

Cheguei na cidade e já era noite.  Resolvi dar uma passeada pelo centro histórico para tirar umas fotos noturnas.  Eu esperava um lugar relativamente ativo, com segurança razoável…  Ledo engano.  Na rua, só mendigos dormindo, prostitutas, gente se drogando, garis coletando o lixo e um par de seguranças na porta do Palácio dos Leões, a sede do governo do estado.  Só deu para dar uma volta na praça Pedro II, em frente ao palácio, e olhe lá.  Voltei correndo – literalmente, porque algumas das pessoas que estavam se drogando começaram a andar na minha direção e eu, carioca da gema, entendi logo do que se tratava – para o hotel.  Minha aventura – e que aventura! – não durou quase nada.

No dia seguinte, aproveitei a manhã livre para andar mais calmamente pelo mesmo centro histórico.  Frustrado por não poder ir a Alcântara (não teria o dia inteiro livre para o passeio), era o que me restava fazer.  E vi que aqueles casarões caindo aos pedaços, infelizmente, são maioria.  Apenas meia dúzia deles estão em perfeito estado de conservação (ao menos a fachada).  O restante, vai de mal a pior, escorados por andaimes ou estacas de madeira.  Lamentável.

Palafitas à vista do Palácio
Palafitas à vista do Palácio

Duas coisas me surpreenderam bastante: uma negativamente, a outra não fedeu nem cheirou.  A primeira é que do Palácio dos Leões (onde, em tese, a governadora trabalha) dá para ver um monte de palafitas na outra margem do Rio Anil.  Se nem da vista dela ela escondeu a miséria, imagina nos lugares onde a vista dela não alcança…  A outra é a diferença de marés, que seca o Cais da Praia Grande e o Rio Anil.  Impressionante!  Mas o lodo do fundo do rio não salva a cidade.

No fim do dia, fui ao shopping São Luís.  Não é grande, se comparado com um irmão do Rio ou de São Paulo.  E mesmo pequeno, estava vazio.  Parecia que todas as pessoas estavam na fila do cinema, tão grande que eu desistiria de ver um filme, se pretendesse fazê-lo.  Nenhuma novidade ali: nem nas lojas, nem na praça de alimentação.  Valeu pelo mercado, onde comprei umas coisinhas que não se acha no Rio, mas nada espetacular.

No dia seguinte, uma solenidade aconteceu no Palácio dos Leões.  Um monte de gente importante apareceu por lá.  Sobravam carrões estacionados irregularmente na Praça Pedro II.  Nenhum foi multado.  Uma dúzia de populares corria atrás dos carros e tentava apertar a mão das autoridades que transitavam, chegando para a tal solenidade.  Pão e circo.

A família voltou para deixar tudo como era antes
Voltou a ser como antes: ruim

Aliás, sobre a política maranhense, faço alguns registros.  No dia anterior a essa solenidade, havia um cartaz colado num tapume ao lado da prefeitura (que, por sua vez, fica ao lado do Palácio dos Leões), dizia: “Sarney em Brasília, prejuízo para o Brasil” e apresentava um cachorro com a cara do Sarney vomitando.  No dia da solenidade, este cartaz estava rasgado.  No aeroporto, numa lojinha de produtos regionais, há uma foto da governadora com a faixa e, em volta dela, umas seis pessoas, de origens étnicas e idades variadas: todos, inclusive a governadora, com a faixa no peito.  E não é difícil encontrar esse cartaz aí do lado espalhado pela cidade…

Observando tudo isso, e coletando um pouco do que os habitantes locais me contaram sobre a política local, compreendi que não entendo nada de política mesmo: eu achava que política era a arte de influenciar para impôr os próprios interesses sobre os interesses alheios.  Como, então, fazer política sobre um lugar que não tem nada interessante, como o Maranhão?  Governar aquilo é o maior rabo de foguete…  Só prejuízo!  E os caras ainda ficam brigando na justiça para ver quem fica no poder…  Fosse eu, brigaria na justiça para o outro assumir no meu lugar.

Eu sei que um monte de gente vai aparecer aqui “tacando pedra” em mim pelos comentários.  Já fazem bastante isso naquele outro post a que eu me referi há pouco – aquele no qual “peguei leve” na descrição das minhas impressões da cidade.  Taquem mesmo: isso aqui é uma democracia.  Mas matem a cobra e mostrem o pau, como eu fiz aqui com as fotos.  Dizer que São Luís tem lugares maravilhosos sem dizer o endereço, o CEP e o que tem de extraordinário lá não vale.

Antigamente: ótimo restaurante
Antigamente: ótimo restaurante

Infelizmente, terei que voltar lá mais cedo ou mais tarde por força de compromissos profissionais.  Dessa vez, espero não ter imprevistos que alonguem minha estada mais que o tempo necessário para dar conta do meu trabalho e de fazer uma refeição no Antigamente.

Anúncios

About the post

maranhão

39 Comments

Add yours →

  1. O Maranhão é uma terra maravilhosa, nossa capital mais ainda.É fácil tirar fotos de casarões abandonados…pobreza tem em qualquer lugar do mundo, principalmente no seu estado de espírito que vê tudo da pior forma possivel. E o que dizer das favelas cariocas? Sem mais comentários……

    Caroline, é pena que vc não tenha mais comentários. Vc matou a cobra mas não mostrou o pau. Faltou dizer o que eu disse de errado e o que há de bom em São Luís.

    • Honestamente, sou ludovicense, estudante de história da UFMA e afirmo: há poucos bons lugares para se visitar. É uma capital abandonada, governada por uma política predatória, onde a pobreza se mostra às caras, muito buraco, palafitas, esgoto ao céu aberto, fora a questão da violência. Lugares bons para se visitar somente alguns restaurantes, buteco, teatro e a praia, mas imprópria para banho. Comentei com um amigo recentemente, assim que visitei Florianópolis, que São Luis tinha tudo para ser uma belíssima cidade, receber milhões de turistas ao longo do ano, uma cidade que desse gosto de morar, mas infelizmente não é assim por duas razões: 1) os políticos maranhenses não pensam minimamente no povo; 2) o povo não está nem aí para o que está acontecendo – é como se achasse que esse é o estado natural das coisas. Pois bem, concordo com o autor do texto, e do jeito que a coisa anda, a situação infelizmente só tende a piorar!

      Vitor, acho que você, com conhecimento de causa, conseguiu dizer melhor e em menos palavras aquilo que eu, no fundo, queria dizer. Parabéns e volte sempre.

    • Tudo se vc não. Gosta respeite a cidade dos outros são Paulo e rio não e nenhuma suíça.
      E fora q da pra fazer um ótimo filme d Hollywood por la pois e cheios d Zombies
      Pois pense num lugar cheio d cracolandia
      Pois e se ver q não e so são. Luis q sofre com problemas sociais
      O teu estado tbm tem miséria
      Quer um lugar perfeito crie um para ti so
      E procura ser mais edificante e ter um espirito rico pq o seu e pobre
      O sudeste e tão. Bacana q os gringos estão até. Com.medo.d serem. Roubados nas Olimpíadas os comentários d la não são tão bons assim no exterior

      Nessa você se superou na capacidade de escrever mal. Foi difícil entender. Justo vindo de uma representante de um povo que se orgulha de seus brilhantes representantes na literatura brasileira (Gonçalves Dias, Josué Montello, só para ficar nos meus prediletos).
      Acho que não convém fazer ataques ao espírito alheio quando o que está em debate não é o caráter de cada um (nem o meu, nem o seu, nem o da pessoa que escreveu o comentário que você respondeu). Modere-se, ou eu terei que moderá-la.

      • Amo a minha terra e não aceito a falta d respeito para com a minha região.
        Apenas peço respeito com o povo maranhense pondere as suas analises .
        Fazemos parte do msn país procure conhecer melhor a história da gente .
        So acho q foste muito agressiva com os seus comentários totalmente sem noção

        Não tem falta de respeito. São relatos verídicos e opiniões decorrentes desses relatos. Não tem nada a ver com história, muito menos com recalque.

  2. Nasci aqui,mas,desde pequena nao gosto da minha cidade natal.Tento observar alguma beleza,mas,nao encontro,realmente,concordo com tudo q vc disse.E diversao?aqui nao tem circo,parque,zoologico,cinema?(1,)no shopping…e triste dizer isso,mas e verdade.

    Denise, seja bem vinda e volte sempre. Sinto muito pela falta de opções da sua terra, mas creio sinceramente que isso poderá se modificar nos próximos anos.

  3. É uma pena que pessoas de São Luís atirem pedras assim na sua cidade. Uma coisa posso falar pra vcs: cidade melhor, no mundo não há: hospitaleira, cativante, alegre, cultura maravilhosa, a natureza privilegiada.Vc está certo em falar que não entende nada de política, se soubesse não falaria tanta asneira: somos dominados por uma oligarquia q reina muitas décadas no MAranhão, e mesmo o povo querendo tirar, eles sepre arrajam um jeito d inverter a situação, e mesmo assim, na pobreza e miséria cm vc mesmo diz, o povo é feliz, faz das tripas coração, colocando a emoção em tudo o q faz. Minha cidade é maravilçhosa e está crescendo, várias empresas grandes, sidérúgica, hidrelétricas estão vindo p cá, apostando em nosso potencial. Podemos não ser uma grande metrópole,mas nos orgulhamos do q somos e do que estamos caminhando pra ser.Ok, vc pode até tá certo em suas colocações,mas vc veio p cá a negócios, falar mal da onde vc veio trabalhar, pegou PÉSSIMO! temos muitos defeitos, ok, mas qual lugar n tem? vc foi nos nossos museus? no centro de vivência Domingos Vieira Filho?ou melhor, vc procurou coisas boas ou só queria acabar com são luís?temos muitos bares dançantes, vc foi na lagoa? com certeza não! e n só temos o slz shopping, está em fase d contrução o maior shopping do norte e nordeste( shopping da ilha) além de outros. É meu caro, estamos crescendo, se estamos mais lentos q vcs, n é culpa da gente, a culpa são dos governantes q iludem, compram e até ressucitam gente p votar neles. a cidade e o povo n tem nada haver c isso.faço um convite, venha na época de são joão, ae vc vai vê o q é esetatáculo, em cada praça, em todo canto da cidade é festa e c a polícia td nas ruas.vc foi no interior do maranhão? nossa natureza, nosso ecoturismo, ai meu caro,vc n sabe o que é bonito,PAPAI DO CÉU caprichou aki! não troca minha terra por nenhuma ” meu céu tem mais estrelas”. Sinto muito que sua cultura não está a altua de sãó luís! vc só viu prostituta e gente se drogando, ae meu caro, vc q procurou esse ambientes. vc já foi em salvador, o rio só tem uq então? td lugar tem seus altos e baixos.vc só achou o q vc quis achar!uma pena,mas são luís está de braços abertos para todos que realmente querem conhecê-la

    Larissa, seja bem vinda e volte sempre. Se você lesse toda a seção deste blog destinada a São Luís, veria que eu já retornei várias vezes à sua terra depois da vez que me proporcionou escrever este post. E minhas más impressões sempre se confirmaram! Fiz negócios e fiz turismo também. Conheci todos esses lugares que você falou. Não os achei dignos do que eu esperava encontrar em São Luís. O interior, então, é pior ainda: paupérrimo! A cidade e o estado têm a ver, sim, com os seus governantes. A culpa de tanto atraso não é só deles: é de vocês todos também!

    • O Maranhão é o lugar que eu digo que cada lugar tem o governante que merece… Se os corruptos estão no poder foi pq alguém os colocou, os Sarneys nas eleições nunca ganhavam em São Luís, mas esse ano são luís ajudou a eleger a governadora.
      Vc nos convidou a conhecer os barzinhos na lagoa (poluída e fétida por sinal) achei nada de mais…
      O shopping eu passei mal de rir qdo eu fui… nem as pricipais lojas âncoras (C&A, Renner, Riachuelo… ) não tinha.
      Enfim… São Luís tem muito o que melhorar, entendo qdo vc defende sua cidade, mas dizer que é a melhor cidade para se morar é ignorancia sua. Já morei e viajei por muitas cidades e São Luís é a pior cidade que eu já morei, jamais viria para cá fazer turismo, quer dizer, até viria, mas de passagem para os Lençois.

      Lençóis eu não conheço. Mas o pouco que conheço do caminho, por terra, para lá, não vale a pena.

      • Olha, pessoal. Estou ainda descobrindo são Luis e o Maranhão. Acho essa terra um lugar bonito por natureza, com rios, lagoas, dunas, guarás, etc. Tem uma cultura muito interessante. Tem muita coisa boa, sim. Mas infelizmente tenho de concordar com o autor do blog em relação ao Centro Histórico. Concordo 100% com ele. E olha que eu fiz muitas críticas aos comentários dele na outra ” matéria”. Acho que 90% do que ele falou sobre os pontos negativos é verdade. São Luis e o Maranhão têm realmente muitos problemas a serem resolvidos pela política. MAS ELE AINDA NÃO PERCEBEU AS COISAS BOAS. E essas coisas realmente só moranndo, só curtindo para saber. Ficar uma tarde tomando uma cervejinha numa das barracas do Araçagy, sossegado, comendo uma boa peixada, indo de vez em quando à água que tem temperatura agradável( não o gelo das águas de Copacabana), são coisas que só sentindo, não é coisa para se saber dando uma passadinha rápida. Além disso, tem muito coisa boa para fazer aqui. Tem festa e shows o ano inteiro, de todos os tipos. O povo aqui gosta de tudo, todo estilo que tocar aqui, é bem recebido. Para quem é musicalmente eclético com eu, esse é um dos melhoresa lugares para se viver. Agor, não podemos negar que a política local tem de fazer muito ainda, São Luis está deixando a desejar em uma série de coisas, o cara tem razão nos problemas que ele aponta, ludovicenses. Ele peca por omissão, não sendo capaz de citar as coisas boas. Mas o que ele falou de ruim, realment existe, não tapemos o sol com a penera.

        Eu percebi as coisas boas sim: os restaurantes (comida farta, gostosa e barata) e o saguão do aeroporto (que, apesar de hoje ser apenas uma tenda improvisada no meio do pátio de manobras das aeronaves, dá aos visitantes a animadora notícia de que eles, em breve, irão embora de São Luís).

  4. ma cpital! Li as criticas mas ninguem falou nada legal com endereco ou nome para fazer. o centro historioco tem 6 fachadas de casaroes e mini museus , se vc ja foi a salvador ou paraty nem vale a foto.comer um peixe, camarao , lagosta tbm esta dificil, em pleno feriado quase tudo esta fechado, só tem pizzaria e sushi bar!
    As prais sao um nojo com contaminacao de esgoto . So escuto que o povo ;e alegre, cativante, sofrido . OK, e eu turista faco oq com isso?

    Renata, você, turista, ou vai para lá para bater papo com o povo alegre e cativante ou vai para outro lugar melhor. São suas duas únicas opções.

  5. Oi Leandro,

    Sei que posso ser repetitivo, mas virou ponto de honra apoiar sua visão realista de São Luís. Permita-me chamar atenção de mais uma coisa: você pediu demais meu caro: matar a cobra e mostrar o pau, citar endereço ou cep…como?! se as ruas não têm placas e a maioria dos prédios não têm números…
    De resto é felicitá-lo por poder sair daqui quando terminam seus compromissos de trabalho. Eu, apesar de viajar todos os meses para minha cidade natal, esta sim, maravilhosa, que não citarei o nome para não incitar ódios, ressentimentos e invejas, sempre sou tomado de uma arrebatadora depressão quando vou ao saguão apanhar minhas malas nesse pardieiro, sem ar-condicionado, que chamam de aeroporto internacional.

    E segue meu outro comentário.

    Oi Leandro,

    É uma pena mas seus comentários são corretos. São Luís, infelizmente, é isso mesmo que você descreveu. Embora ache que você pegou leve. Praias de água escura e nada convidativas ao banho, para não dizer insalubres mesmo, à exceção talvez, de Araçagy aonde me aventurei num mergulho, um apenas, em um ano. A “famosa” Lagoa da Jansen tem um cheiro insuportável. Especulação imobiliária absurda – um apartamento de 80m custa R$300 mil. Trânsito péssimo. Cruze a ponte Bandeira Tribuz e veja o inferno na terra. Custo de vida altíssimo. Uma elite idiota que bate no peito por pagar 100 reais numa pizza (Babo Giovani), e R$ 10,00 numa bola de sorvete; longe de ser um Hagen Daz. A maior taxa de veículos financiados retomados pelos bancos por falta de pagamento – mas todo mundo dirige carro zero. Falta de opções para o lazer. Calor insuportável. Feudo dos Sarney, retomado na marra. Só discordo de um ponto: o restaurante do Senac, que não tem nada de barato, embora a comida seja boa. O casario embora mal cuidado é bem bonito. Ganho sete mil reais por mês. Sou solteiro. Moro há um ano aqui. Doido para ir embora para QUALQUER outra capital do Nordeste, mas, sendo servidor concursado sei que quase ninguém quer vir para cá, salvo quem tem família aqui. Pronto, desabafei. O que escapa em SLZ é o povo acolhedor, que merecia ser melhor tratado; se escolhesse melhor seus representantes. E uma última coisa: São Luís tem de “nascer” de novo para virar grande destino turístico. Os preços dessa cidade são abusivos. E se é para lembrar da França ou dos franceses melhor mesmo retornar à Paris. Aos maranhenses: defendam seu torrão natal, mas não tapem o sol com a peneira. E para os ludovicenses há muito longe de sua linda Ilha do Amor, voltem e vejam antes de ficar falando bobagens.

    Hahaha… Gostei do seu senso de humor. A intenção era justamente essa. E talvez seja por isso que este post tenha bem menos comentários que o anterior. Nenhum ludovicence jamais conseguiu matar a cobra e mostrar o pau.

  6. Bom, a alguns dias recebi uma oferta de emprego para trabalhar na região Norte e Nordeste, mas para residir em São Luis do Maranhão, não é uma escolha para o Turismo e sim uma opção profissional, onde tenho grandes possibilidades de crescimento. A pergunta é … Preciso de dicas de um local para morar, a empresa que me fez a proposta vai investir em são Luis 2 Bi em 2011, e farei parte disto, mas logo de inicio não terei um grande salario … (em torno de 4 a 5 mil), sendo assim pretendo escolher um bom lugar para morar, seguro e que me de possibilidade de frequentar alguma praça ou praia, para uma corrida, um futebol, algo do genero, e claro com segurança. Não pretendo gastar mais que 900,00 de aluguel mensal, pois a intensão é viver bem mas juntar dinheiro e crescer na empresa, por isso preciso de dicas com nomes de bairros que me deêm o que procuro. Sou do RS e pergunto se vale a pena levar carro e moto, ou se compro por lá ? talves o que eu gaste para transportar não valia a pena … As vezes é mais fácil falar ou lembrar da parte ruim, talvez por isso eu tenha visto mais pontos negativos que positivos no blog, um ponto importante é saber aproveitar o que tem de bom por lá, por isso mesmo que acredites que sejam poucas coisas boas, espero que me ajude a encontrá-las e usufrui-las !!!!

    Maicon, tudo bem? Pela descrição, você é da Petrobras. É difícil alugar um apartamento lá em um bairro de classe média por menos de 1500,00. Prepare-se para uma vida cara e sem luxo.

  7. Gente, to passando mal!!! Meu marido foi transferido para o Maranhão (pela Vale) e eu estava até otimista em relação a São Luis, mas agora confesso que bateu um certo desespero.
    Sou de Vitória, já visitei várias cidades do Nordeste e vejo que há muito mais desigualdade social ládo que no Sul e Sudeste.
    Fora que é um absurdo ler que pessoas que tenham um certo grau de instrução ainda defedam a política local (no caso os Sarney). É no Maranhão que fica a cidade com o maior índice de aidéticos do Brasil.
    Meu Deus! Não conheço São Luis ainda meu marido tentou me alertar sobre o serviço local (que é péssimo), o custo de vida alto e outras coisas mais que vale a pena ser citado, mas procurei pensar positivo só que agora eu entrei em pânico total!!!!

    É preocupante mesmo. Até porque existe pouca perspectiva de melhora na qualidade de vida local. Eu, se fosse transferido definitivamente para lá, procuraria outro emprego por aqui. Vitória, que não é o suprassumo das grandes cidades, é definitivamente beeem melhor que São Luís.

  8. Lenadro,
    Li os 2 artigos seus sobre São Luis, e confesso que nao entendi o que vc realmente buscou naquela cidade (além das obrigações profissionais, que não deixam de ser ponto positivo) e qual sua real intenção ao tecer tais comentários. Essas questões deveriam ser esclarecidas antes de vc iniciar qualquer “artigo” sobre algo.
    Contudo, concordo com grande parte das suas colocações, principalmente no que se refere ao dominio da familia Sarney, a pessima preservação do centro histórico, porém, acredito que a liberdade de expressão e de opinião são essenciais para o processo democrático,mas nao deve se sobrepor a ética, humildade e respeito às pessoas envolvidas naquilo que está sendo dito. Existem pessoas que amam e existem aquelas que odeio o Rio de Janeiro, isto vale pra todos os locais do planeta.
    Não basta somente fazer alguns passeios para se ter plena idéia da realidade e da essência de uma localidade, há muito mais para ser observado, estudado, pesquisado, formalizado e compreendido e dai então se tirar conclusões fundamentadas e incontestáveis.
    Não somos obrigados a provar nada a ninguem, assim como o povo dos outros Estado tambem não.
    Você expressou apenas impressões daquilo que foi visto e vivenciado (isso ha de ser respeitado) durante horas, mas não esqueça que quando fala de qualquer lugar deste país vc está falando de si próprio.
    Moro no Estado do Acre há 6 anos e quando aqui cheguei achei o pior lugar do mundo, porém, hoje vejo que me enganei e muito, cada cidade tem suas pecualiaridades, sua belezas e seus contrastes sociais, cabe a pessoa que vê compreender isso e estar disposta a aprender cada vez mais sobre todos os elementos que dão forma a determinada região.
    São Luís é bela por natureza, assim como o Rio de Janeiro também o é, por isso, aconselho que não faça comparações entre uma e outra caso escreva um próximo artigo com esse tema.
    “A beleza está nos olhos de quem vê”
    Um grande abraço e que Deu te proteja hoje e sempre!

    Que Deus abençoe os seus olhos, então.

  9. Saudações a todos. Sou de Curitiba – PR, sou cineasta iniciante. Gostaria muito de conhecer São Luiz e poder retratar de forma documentária essas realidades que todos apontaram, no entanto, gostaria da opinião de vcs – Seu eu fizesse esse trabalho documental, acreditam que serviria de alerta para as autoridades e mesmo a UNESCO, para quem sabe, tentar ajudar a reconstruir… eu pretendo que meu trabalho, não seja apenas uma crítica ao existente, mas, que seja realmente útil. Abraço a todos.

    Seja bem vindo! Espero que atinja seu intento, embora eu ache mais possível a UNESCO caçar o status da cidade depois do seu filme.

    • Caro Edemar, moro aqui há 01 ano( em São LUis), e o que mais me fascinou nessa cidade, depois de ter morado 04 anos no Rio, 04 anos em Volta Redonda, a cidade do aço, também no Rio, ser de João Pessoa na Paraíba e conhecer um pouco de metade das Capitais do país, repito, o que mais me fascinou em São Luis É QUE TUDO O QUE TODO MUNDO ESCREVEU POR AQUI É VERDADE! Pois é, caro colega! Entender São Luis é um grande desafio, pois é uma cidade bem peculiar, foge de qualquer padrão de comparação que vc já tenha visto. Os pontos negativos são bem evidentes, o que o Leandro falou é 90% verdade. Mas existem muitos pontos positivos, e existem explicações para algumas questões, como a questão imobiliária. Só não consegui ver ainda explicação para o fenômeno Sarney. De um jeito ou de outro, eles são um fenômeno. Muitos os amam, muitos os odeiam. Mashá uma estrutura complexa por trás disso tudo que ainda estou tentando desvendar com clareza. SE PRECISAR DE MIM por aqui, meu e-mail é ronieduarte@yahoo.com.br. Sou servidor de um órgão federal, e vim do Rio para cá. Só te digo uma coisa: se eu tivesse de ser transferido de volta para o Rio, seria como um castigo para mim, apesar de todos os problemas que o Leandro e outros relataram. Mistério, heim?

      Mistério sim. Mas respeito sua opinião.

    • Ou a Polícia FEderal e a Justiça caçarem os seus governantes.

      Ou o povo aprender a votar.

  10. Cheguei ao Maranhão e me decepcionei muito mais do que já haviam me alertado (estava indo mais otimista)…
    As praias da cidade são quase todas poluídas, a pobreza é generalizada exceto em alguns poucos bairros privilegiados onde não parece se tratar da mesma cidade da onde passamos ao sair do aeropoto.
    O serviço é péssimo! E os pratos não são lá essas coisas e pagamos caríssimo por isso.
    Fui olhar imóvel para alugar e fiquei horrizada com os preços caríssimos e pela baixa qualidade das construções (acabamento e etc…). Um ap. de 2 quartos vc não acha nada decente pos menos de R$ 1.500,00 para alugar.
    Fomos ao famoso centro histório. Os casarões são lindos, mas estão completamente abandonados. Os museus estavam fechados (eu achava que museu fechava na segunda-feira como no mundo todo).
    Fiquei chocada com a péssima administração da cidade. Venho de uma capital pequena como São Luís, mas Vitória é uma cidade linda, limpa, com infraestrutura. Ainda tem muito o que melhorar, mas ñ é pq eu sou de lá não, mas posso dizer que comparando as cidades S.Luís é igual a Moçambique.
    O melhor de São Luiz são as pessoas. O ludovisense é extremamente simpático e receptivo.
    No mais é isso…

    Meus pêsames…

    • Juliana, também te entendo. Tive algumas decepões também, até porque vim de uma cidde do interior do Rio, Volta Redonda, com mais ou menos 300 mil habitantes, muito mais organizada e melhor administrada que São Luis. Mas vou te falar uma coisa. Esses altos preços de imóveis aqui é uma fase que vai passar. O que está acontecendo em são Luis ocorreu um dia em outras capitais, e vai ocorrer ainda em outras, sobretudo as da região Norte. Esse boom ainda dura mais uns 05 anos, mais ou menos. Devido ao defict habitacional do Maranhão ser o maior do Brasil, houve um grande investimento nessa área, mas a demanda reprimida ainda é muito grande, gerando uma grande procura, consequentemente, a alta dos preços. Daqui a um tempo isso vai estagnar e tudo volta à normalidade. Já conversei com várias imobiliárias e corretores sobre o assunto, já pesquisei e a explicação é essa. Conselho, compre um terreno, um AP, como investimento, para ganhar dinheiro também nessa onda. Eu fiz isso. Qualquer coisa, precisando de mim e de minha esposa, que também somos de fora, meu e-mail é ronieduarte@yahoo.com.br. Conhecemos alguns lugares interessantes para ir e não tão caros.

      Ronnie, obrigado por se colocar à disposição para ajudar o povo que vai para São Luís. Volte sempre!

  11. Realmente, o governo do Maranhão é vergonhoso. Mas, as impurezas se encerram por aí. Tive o prazer de conhecer São Luís. Andei pela periferia (me apaixonei). Conquistei muitos amigos. Sou de Curitiba – Pr, nunca vi nem senti tanto calor humano. Sou cineasta, cinegrafista e fotógrafo. Exerço minha profissão por paixão. Deixando o lado artista de lado, esquecendo o olhar fotográfico, só posso dizer: SÃO LUÍS É MARAVILHOSA. POVO ALEGRE QUE SABE MUITO BEM COMO RECEBER NOVOS AMIGOS. Muita saudade. Ano que vem eu to lá com certeza.

    Boa viagem!

  12. ah,,, esqueci de alguns detalhes: quem pagou caro pra comer, não achou imóvel ideal: Faltou procurar nos lugares certos e com as pessoas certas. Mero detalhe.

    Imóvel? Comer? Você não misturou as estações?

  13. Roberto Carlos Ferreira 28 abril 2011, 11:08 AM. — 11:08 AM

    É pena que as pessoas não conheção realmente a capital do maranhão.
    Pois moro aqui á pouco mais de um ano, quando tive o despraser de ser transferido pela empresa em que
    trabalho, desde que cheguei ja gastei uma fortuna no conserto do meu carro, pois tem tantos buracos.
    Sem falar no desrespeito ao dereito basico do povo.
    como esgoto água tratada e encanada, pois conheço casas de amigos que fica sem água por 15 dias ou mais,
    quanto a saúde é uma piada, nem merece comentarios.
    Não á emprego, nem mesmo proficionais de varias áreas tão pouco á insentivo para proficionalização.
    Pois bem meu amigo, eu viajo pelo Brasil sou caminhoneiro e tenho pouca leitura,
    talvez tenha cometido algum erro gramático neste testo, que me perdoem os leitores
    Amigo você naõ pegou pesado.
    precisamos expor nossas indignação a respeito dos desmandos deces que se disem governantes.
    Mais ainda não passei por uma cidade tão abandonada como São Luis do maranhão.

    Roberto, obrigado pelo comentário e pelo apoio. Volte sempre!

  14. Prezado. Sou ludovicense da ‘gema’ e – como a grande maioria – bairrista. São Luís (para os que vêm aqui da VALE, OGX, MPX, ALUMAR, etc.) é um lugar ‘bom’, e não é à toa que a adaptação é rápida: digo que o povo daqui é ‘carinhoso’, ‘cordial’, ‘atencioso’ com os que vêm de fora, e ‘povo daqui’ que me refiro são os seus colegas de trabalho, seus vizinhos, os amigos da bola… Longe de atribuir esses adjetivos ao atendimento nos hotéis e restaurantes, por exemplo! A sua visão ‘de fora’ é perfeita, e não apenas como crítica que demanda a velha defesa bairrista, deveria servir como reflexão a todos nós pela cidade onde vivemos: viver e amar minha cidade não deve se confundir com não reconhecer seus problemas e defeitos, e São Luís tem sim muitos defeitos, bem mais dos que você apontou no seu blog… E meus caros irmãos ludovinceses, querem ver os defeitos de São Luís, VIAJEM! Basta viajar (e a comparação é inevitável) para corroborar o porquê de um cidadão do RJ tecer tantas críticas a nossa cidade, amada, querida, mas não tão bela quanto propagada pela poesia nativa! E podemos pegar um único componente de beleza urbana, aquele que dá diferencial até nas cidades do interior: arborização! Não temos! Me digam o nome de uma única praça grande e arborizada na cidade!? Ou me digam um parque arborizado (e não me falem do parque da VALE porque aquilo é puramente ‘estranho’)!? Uma avenida arborizada? Não temos! Fora uma infinidade de outras coisas que não temos! Temos bilhões chegando no estado e um processo de urbanização desorganizado e degradação ambiental incontrolável: em breve construirão na areia da praia pois aqui nada freia o avanço imobiliário! Dessa forma, prezado blogueiro, mesmo machucando lá no fundo quem aqui nasceu e até hoje vive; quem aqui casou, reproduziu outros ludovicenses e aqui mesmo trabalha, quem é aqui é ludovicense legítimo (como diria minha professora de antropologia: daqueles que têm um avó que mora no centro) tomo suas críticas como um provocação que deveria resultar em reflexão por nossa parte, e não uma defesa bairrista e ‘patriótica’ que apenas contribui para a manutenção desse status quo que hoje vivemos! Aqui se elegeu Castelo prefeito, em uma ilha que se dizia ‘rebelde’; aqui se elegeu Jackson Lago e seus ‘ladrões que atuaram em nome de um projeto político’; aqui se elegeu Roseana pela enésima vez!

    Alessandro, entendo a sua decepção e acredito que pessoas como você podem ajudar São Luís a se enxergar. Boa sorte!

  15. Amado e amigo cidadão Carioca, aqui quem fala é um cidadão ludovisence!! Concordo com as críticas de alguns problemas de ordem econômica, social, política e estrutural da nossa cidade, porém com vc bem disse em sua publicação, pouco vc viu e conheceu a história e a cultura de nossa cidade. A primeira impressão é a que fica, ja dizia este ditato, porém as vezes nos iludimos com a primeira impressão. De certo atualmente a minha bela cidade esta abandonada, porém te digo que amo a minha cidade, mesmo com todos os seus problemas, pq aqui vejo, o q não vejo em muitas capitais brasileiras, um povo humilde, mas digno e receptivo e alegre. Com uma riquesa histórica e cultural que supera as espectativas. Volte Sempre!!!

    George, sinto muito pela sua miopia. Acho que você deveria abrir seus horizontes. Se a realidade ofende, problema é de quem vive nela e não faz nada para melhorar, não de quem diz a verdade.

  16. Sou maranhense e sonho um dia ver tudo isso que você falou não ser verdade. Mas, hoje, você comentou corretamente em todos os aspectos. O povo é legal, sim, mas fora isso, nada pra se ver ou admirar. Se você chegar hoje, aqui, vai ver São Luís aos buracos. Como argumento fresquinho à burguesia que vem aqui defender São Luís, mostre esse blog http://caostelo.blogspot.com/

    Em São Luís, pediram pra você conhecer a Lagoa da Jansen (detalhe, é Laguna). Vá não. Fede a matadouro. Reviver? Pift, você acertou em todos os habitantes, esqueceu dos donos da rua, os malditos flanelinhas, eles dizem que é obrigação pagar o estacionamento público, falta polícia. Centro do Comércio? Péssimo, apertado, carro e gente dividindo espaço, mendigos, assaltos. Praias? Todas estão poluídas, só tem uma bem distante boa para banho, chama-se Panaquatira. Sinto dizer que essa do Araçagy que você banhou é poluída e a mais popular, portanto, bem poluída. Muito carro de som, farofa e coco no chão. (É a praia de areia mais suja da cidade).

    Ah, o interior do Maranhão…bom, não há o que citar, porque por lá tudo é pé no chão, pobreza e mais pobreza. Sem escola ou escola sem ensino, cadeira, materiais, comida pros alunos etc. Alguns lugares nem água ou luz têm. Prostituição nas estradas para sobreviver. Se for a Barreirinhas, visitar os Lençóis, única e exclusivamente, para admirar a natureza apenas, tudo bem, mas que ninguém vá pensando em infra-estrutura da cidade, estrada boa, casas boas, hotéis ou atendimento regular, que não tem, tudo é péssimo lá. Nem internet funciona direito. Se pensar em conforto, não vá a Barreirinhas.

    A verdade é que esse Estado, pra ter jeito, só nascendo de novo.

    Caro Junior, gostei do blog que você indicou. Pelo visto, não sou só eu que tive essa impressão.
    Aliás, na última vez que estive em São Luís, semana passada, vi um aeroporto improvisado porque o original estava caindo aos pedaços. E muitos turistas gringos reclamavam do estado degradante do centro histórico da cidade.
    E, com esse povinho dizendo que São Luís é só maravilha, acho que nem nascendo de novo…

  17. Esse estado nem nascendo de novo, a corrupção é endêmica, e pedir é palavra de ordem aqui. Você não ia ser assaltado, te garanto, eles iam pedir dinheiro a você, por mais que ame a minha terra sei como ela é e do descaso que os governantes tem por ela, você não mentiu, foi realista, a situação é triste mesmo. O problema é que o povo vota com a barriga, e o governo faz questão de manter a miséria para que ele tenha esse tipo de controle. Um povo esclarecido e consciente já teria revertido a situação, mas o pobre daqui é acomodado e sem ambição, por isso não mudará nunca. O que te posso dar de conforto é fornecer uns CEPS de onde você possa comer bem e ser bem tratado, são muitos ou gares que infelizmente não vão as vistas dos turistas que vêem o Maranhão como um local histórico, mas temos alguns bons lugares que são disfrutados pelos locais, que por serem longe do centro histórico quem vem não costuma conhecer.
    Por exemplo, vc almoça no antigamente, se você subir uma rua vai achar o Dom Francisco, local onde os moradores trabalhadores almoçam, e verá a grande diferença. Vc não conheceu o cu bique ou a raposa. Deixou de ir no maracangalha ou cabana do sol.
    São coisas que somente gente do local curte.
    Desculpe pelo nosso pobre estado, é que os bolsistas daqui são sem ambição e acomodados.

    Marcelo, por tanto voltar a São Luís, acabei conhecendo bem a cidade após essas primeiras impressões. E elas apenas se confirmaram.
    Conheci todos esses restaurantes que você citou e mais alguns outros. E, fora os restaurantes e a sala de embarque do aeroporto, nada é bom em São Luís.

  18. Leandro, você não disse nada que não seja a realidade de São Luís, cidade que conheço bem e morei por longos 20 anos. Nesse tempo inteiro só no fim dos anos 90 ela deu sinais que podia se tornar um lugar melhor ao ponto de quem sabe, te seduzir… mas isso já faz muito tempo e era fruto de maquiagem e propaganda de governo direcionada (coisa parecida com a Alemanha do fim dos anos 30).
    São Luís realmente tem uma história rica e vários bons predicados, mas disso só se vêem os resquícios e como dizia o meu falecido pai, é a “Terra do já teve”. Aos maranhenses resta converter esse amor à sua terra em indignação com quem toma decisões erradas na administração pública e fazer melhores escolhas para mudar esse cenário, não se “revoltar” com quem escreveu suas impressões, que esperava um pouco mais do lugar e que com quem, qualquer um despido de bairrismo há de concordar.
    Em tempo, adoro São Luís, tenho irmãos e amigos pra vida inteira vivendo lá, mas não sou hipócrita.

    Obrigado pelo comentário, Alexandre.
    Já me peguei várias vezes pensando se minhas opiniões são preconceituosas ou simplesmente críticas mesmo. Cada vez que volto lá, tenho a certeza de que não tenho a menor razão para achar que é só preconceito – porque não é. A cidade é muito ruim mesmo.

  19. Você com certeza é o típico classe media, pseudo burguês que talvez não conheça alguns muncípios cariocas como São Gonçalo etc, ou até mesmo nunca subiu em algum morro carioca.

    Acho que seu conterrâneo não concorda com você sobre sua “cidade maravilhosa”

    Bruno, você de novo por aqui? Pediu para ser chato no “Vale do Eco”?
    Eu não sou surdo, basta falar (escrever) uma vez.

  20. Dizem que a mentira tantas vezes repetidas acaba virando verdade. É uma pena que esse dito não possa se aplicar a São Luís. Quisera bastar as declarações do povo local para a terra de fato se tornar maravilhosa, mas isso é realmente insuficiente. Quanto ao povo, existe sim pessoas maravilhosas e seria impossível não haver, porém existe uma cultura desgraçada da “esperteza”, da falta de educação, da preguiça e do oportunismo descabido. Nada que não tenha em outros lugares do país, só que aqui, em maiores proporções. Custumo pensar que aqui, aqueles que escaparam da pobreza, enriqueceram (materialmente) sem educação. É lamentável.

    Se essa cultura aí é maior que em outros lugares do país, eu não sei. Mas que ela gera resultados nefastos, ah, isso gera.

  21. Dizer que a maioria dos casarões está caindo aos pedaços é simplesmente: MENTIRA. O centro histórico de são luís tem uma área tombada de mais de 5.000 imoveis, a maioria particular. É o maior acervo de arquitetura européia da américas, rivalizando com Quito, no Equador.

    Se andar só aquela voltinha básica no patrimônio da praia grande e praça dom pedro segundo, como vc fez, há ALGUNS, talvez uns 10% arruinados, uma grande maioria em estado razoável de conservação e alguns tinindo de novo, ao gosto do turista que quer tudo reluzente e pastiche.

    Quanto as palafitas do anil, dá graça: o rio pra onde se olha pra cima é favela.

    O centro histórico de são luís é simplesmente deslumbrante: não há coisa igual em termos de arquitetura civil no Brasil, arquitetura religiosa perde para outros grande sítios tombados.

    E quanto o governo federal remete para conservar esse patrimônio, vc sabe? E que poderia se esperado de um estado dominado pela mais perversa oligarquia brasileira a 40 anos?

    Vc realmente é ranzinza. Aliás tem um senso estético de quem vai a disneylândia e não consegue ver a beleza e a poesia que estão na decadência, na morte, no ocaso, e na passagem do tempo, que se vê nas escaras da pele da Velha São Luís, no seu mormaço, na sua brisa de fogo e sal, nos seus 400 anos de tempestades.

    Tua análise é totalmente superficial. E ainda posa de “polêmico”. Como se o esgoto a céu aberto da Guanabara fosse um orgulho, ou as balas perdidas, ou as juízas assassinadas, ou o jogo do bicho, ou a droga cheirada no luxo da Zona Sul.

    Rio Zona. Deus deu beleza e o carioca cagou em cima.

    Jamais disse que o Rio não tem os defeitos que você ressaltou.
    Mas que São Luís tem todos esses defeitos (talvez mais), sem as qualidades do Rio, ah, isso tem. Aliás, não só o Rio: qualquer outra cidade “mais ou menos”.
    Basta, além de olhar, enxergar a realidade.

  22. Vejo aqui pessoas jogarem a culpa ds defeitos de São Luis na familia Sarney. Isso demonstra total falta de conhecimento não só sobre a cidade como sobre a política local. São Luís NUNCA teve um prefeito que não fosse oposição à família Sarney. Ou seja, os Sarney nunca comandaram São Luís. Ela sempre esteve sob o domínio da oposição e tudo o que tem de beneficio na cidade foi feito pelo governo do estado por alguem do grupo Sarney. Em toda a existência de São luís vc não vai encontrar uma única avenida, viaduto, praça, ou hospital construido pela oposiçao, foi tudo contruido pela grupo Sarney através do governo estadual ou federal. A oposiçao é o maior entrave e que empanca o progresso de Sao luis. Vcs devem estar sabendo da confusao que está acontecendo. Roseana querendo construir a Via expressa e o prefeito embargando, tem uma UPA sendo construida por Roseana que ta embargada pela prefeitura há mais de ano. http://www.blogdodecio.com.br/2011/08/20/embargo-da-prefeitura-atrasou-obra-da-upa-em-1-ano/

    Embargo da via expressa pela oposiçao http://caiohostilio.com/?p=7355 Roseana conseguiu desembargar através da Justiça. Durante os 7 anos em que o governo do estado esteve nas maos da oposiçao eles tentaram evitar que o Sarney trouxesse a refinaria premium para o MA, tiraram os lençoís maranhenses da diputa de uma das 7 maravilhas do mundo, vetaram Sao Luis de concorrer a uma das sedes da Copa de 2014 pra que a cidade nao recebesse os investimentos que fatalmente receberia, o estado retrocedeu econmicamente. Depois que Roseana assumiu o oder ela conseguiu mais de 100 bilhoes de investimentos para o estado e todos esses grandes investimentos estao em curso

    http://maranhaomaravilha.blogspot.com/2010/06/maranhao-e-destaque-em-publicacao.html
    Roubaram o dinheiro a reforma do Castelão,50 milhoes da reforma do ginásio Costa Rodrigues e Roseana tá reconstruindo tudo issoe nós estamos pagando pelo dobado pelo erro de ter botado a oposiçao no poder. Foram 7 anos de atraso. Em boa hora A Justiça fez justiça e trouxe Roseana de volta.
    Nao concordam? pesquisem e vejam se tudo isso que digo não é verdade.

    Ja fui altamente contra os Sarney, Hoje em dia só voto em candidato deles. Chega de ver Sao Luis pagar pelas picuinhas políticas.

    Uau! Muito bom seu ponto de vista. Alguém se arrisca a rebater?

  23. “Jamais disse que o Rio não tem os defeitos que você ressaltou.
    Mas que São Luís tem todos esses defeitos (talvez mais), sem as qualidades do Rio, ah, isso tem. Aliás, não só o Rio: qualquer outra cidade “mais ou menos”.
    Basta, além de olhar, enxergar a realidade.”

    Vc fala como se o Rio estivesse acima das ditas cidades “mais ou menos”. Mas só se for para falar de cultura e beleza natural, mas, convenhamos, para a capital brasileira durante séculos, a situação de urbanismo do Rio de Janeiro é ainda mais vergonhosa que da Velha Capital na linha do Equador.

    Chega a ser um choque traumático perceber a bagunça que é o Rio. A Lapa por exemplo ,dar uma voltinha por lá pela manha e sentir o cheiro adorável do mijo que os educados cidadãos cariocas despejam pelas lindas ladeiras… sem falar na maravilhosa conservação do casario… e Copacabana, princesinha do mar, faz tempo que não vou lá, mas para a praia mais famosa do Brasil, cantada em verso e prosa, o impacto que tive foi: velhinhas cheias de botox, putas dando no meio da canela, mendigos fedidos, lixo por todo canto, merda subindo pelas paredes! Lindas qualidades!

    Eu não tenho nada contra o Rio. Foi apenas uma provocação para ver sua “defesa”. Mas vc continua naquela de “abridor de olhos” dos acorrentados ludovicenses… Olhem para a luz! A culpa é de vcs porque vcs não fazem nada… como quem diz, Sarney manda e desmanda e vcs batem palma

    Salvo alguns comensais da mesa fausta do poder, não. Jamais venceram para prefeitura da capital. E para o governo do Estado, venceram apenas na capital em duas ocasiões. Um mandaato de Roseana (fraudado) na década de 90 e o atual mandato. Com o apoio de Lula, Dilma, Bolsa Família, Assembleia Legislativa, virtualmente todos os meus de comunicação e derrame de dinheiro público nas periferias, num mandato usurpado ilegitiamente no tapetão do TST de Lulinha, aquele vagabundo pinguço.

    Quem ama essa terra e luta por ela no dia a dia, quem conhece os seus percalços, quem chora a queda de um casarão que antes refletia na fachada de porcelana o mais lindo poente, quem trata São Luís como uma mãe idosa, maltratada pelo tempo e por seus políticos, não pode se calar ante julgamentos tão superficiais e arrogantes, me desculpe.

    E por isso que escrevo neste espaço e já vai tu ganhando o meu respeito por que parece que é uma pessoa democrática.

    Mas é isso, meu sangue não é de barata. E odeio mais ainda estes ludovicensesinhos que na onda politicamente correta, para ficar bem na fita, para dar uma de “críticos”, de realistas, ficam batendo continência e cheios de rapapés para qualquer carioca que chie perto deles!

    Parece índia que abre as pernas pro primeiro português com espellho.

    No mais, tudo que que esse outro sujeito escreveu para defender os sarney é fraude grossa.

    Alexandre, calma! Não perca a linha. Daqui a pouco você vai fazer plantão no aeroporto (se é que aquilo pode ser chamado de aeroporto) para me esperar chegar e fazer sabe-se lá o que.
    Mostre sua opinião sobre São Luís – acho que esse é o objeto da discussão – com respeito. Um pouco de paixão é sempre bem vindo, mas modere-se (caso contrário eu terei o prazer de moderá-lo).
    O Rio tem problemas até mais sérios que São Luís, mas não deixa de ser infinitamente superior à capital do Maranhão em todos os quesitos, exceção feita apenas à proximidade da linha do Equador. Se bem que, do jeito que as duas cidades são, qualquer dia a linha do Equador se muda para pertinho do Rio, só de inveja do Trópico de Capricórnio. É bem mais fácil isso acontecer do que você achar alguém sensato que prefira São Luís ao Rio.

  24. Olha, concordo com muitas coisas que vc disse, sobre os politicos daqui, a falta de infraestrutura e a pobreza, apesar de acreditar que a desigualdade é bem maior no Rio ou em São Paulo do que aqui em São Luís. Mas, achei totalmente inapropriado e desrespeitoso o modo como vc expos seu ponto de vista. Foi de forma grosseira e com intuito de atingir, negativamente, a cidade. Não sei por qual motivo, mas também não me interessa. São Luís não tem só problemas como vc expos, tem muita beleza tbm, o centro histórico é o principal (e não o único) atrativo da cidade, é onde tudo acontece, além disso, temos belas praias, a lagoa é sim um local com ótimos barzinhos e clubes, e o São Luís Shopping é pequeno sim, mas acredito ser proporcional a demanda, assim como todos os outros shoppings da capital. Vc não deve comparar São Luís com o Rio ou São Paulo, são cidades totalmente diferentes. Enfim, apesar de concordar com algumas coisas q vc citou, achei desnecessário seu post sobre a cidade. Eu jamais faria um post tão grosseiro sobre o Rio como vc fez com São Luís, e olha que problemas não faltam, afinal lá também não é as mil maravilhas. Não estou fechando os olhos aos problemas da minha cidade, apenas não gostei o modo como vc tratou São Luís no seu post, e para finalizar, quero frisar que em momento algum eu agi com ignorancia ou deboche, então espero o mesmo de vc. Grato.

    O grau de acidez do meu humor está descrito no meu perfil. Some-se isso a política de relacionamento, você verá que é necessário uma certa dose de bom humor para compreender minhas palavras. Quanto a estas palavras, considero-as ponderadas e, por isso, tentarei rever meus conceitos nas próximas vezes que estiver em São Luís. Não sei se conseguirei, mas tentarei, em sua homenagem.

  25. Sou de BH e estive em São Luis na semana e infelizmente não pude conhecer tantas coisas. Dois dias de passeio e algumas pessoas muito hospitaleiras no meu caminho. Tudo que posso dizer do seu comentário é que ele é muito preconceituoso. Com o pouco tempo que tive pude perceber que São Luis é uma cidade maravilhosa e com pessoas boníssimas. Infelizmente, a cidade tem sim seus problemas sociais, mas nada apaga a cidade maravilhosa que é.

    Você deu sorte. Eu já fui lá várias vezes e estou cada vez mais certo do que eu escrevi neste post.

  26. Boa é sua cidade, cercada de favelas por todos os lados, traficantes, marginalidade, sequestros, assassinatos e balas perdidas. Ahhh vale a pea conhecer o Rio de Janeiro!!! Pois eu dspenso, existem lindas cidades litorâneas pelo Nordeste do Brasil que vale muito mais a pena!!!

    São Luís, certamente, não é uma dessas cidades.

  27. O Rio é lindo e maravilhoso, visto de cima, de helicóptero, o que o Brasil tem a oferecer é apenas turismo ecológico e nisso é incomparável, pois nenhuma cidade brasileira possui infraestrutura que sirva de modelo para cidade nenhuma do mundo, a ‘tadinho’, só tem 500 anos, vá pra Europa lá tem centros histórico com mais de dois mil anos e estão bem conservados ou vá pra baixada fluminense!!

    Realmente: vá para qualquer um desses lugares, mas não vá para São Luís, para não perder seu tempo.

  28. Estive em São Luis com minha namorada para um festival de metal (que no final das contas não aconteceu) e foi a pior experiência da minha vida. O medo foi uma constante do instante em que saímos do aeroporto até o instante que voltamos. Gente mal encarada por todos os lados, qualquer pessoa a quem pedíamos informação recomendando que desistíssemos do passeio e voltássemos para o hotel. Teimosos, decidimos ir à praia (já que não haveria o festival). Pior: fomos de ônibus. Quando saltamos no ponto, desceram atrás de nós vários rapazes mulambentos. Estavam a cerca de 20 metros atrás de nós. De repente, um palio pára a nosso lado cantando pneu e a porta se abre num soco; dentro, duas garotas jovens apavoradas gritando “entrem no carro, entrem no carro, aqueles caras vão pegar vocês!!!”. Aceitamos a carona e fomos deixados num lugar mais movimentado. Elas nos contaram que iam no sentido oposto mas viram os caras se armando de paus numa construção e vindo em nossa direção e decidiram salvar nossa vida. Hoje acredito que foram anjos da guarda enviados por deus. Depois desse incidente, seguimos a dica dos locais e ficamos trancados no nosso quarto esperando o dia da volta.

    Realmente sua experiência foi a pior possível. Até eu que não sou lá tão fã de São Luís reconheço que o negócio não é tão trevas assim. Mas não caia no conto de dar outra chance à cidade. Dê chance a outra, acho que será mais proveitoso.

    • Qual e o lugar q não. Tem bandido os marginais do sudestes tem arma q nem o exercito tem e fora q uma vez tava no rio teve um arrastão na praia um lugar q era d lazer estava repleto d menores infratores brincando d roubar pelo ao menos em são Luis vou d boa numa praia sem me preocupar com arrastão

      Depende da praia.
      E mesmo assim: em São Luís ninguém vai à praia porque está tudo poluído. O ludovicense que quer se banhar no mar tem que sair de São Luís.

  29. Quero saber qual e o local q não. Tem bandido por que estou indo.morar la

    Você tá querendo fugir da concorrência?

Você quer comentar? Clique aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: