Rata de livraria

Uma das coisas que mais enche o papai de orgulho é o gosto que Felícia tem desenvolvido por livros. Tudo começou com o presente que a Tia Bonita (apelido que a própria tia se deu para ser assim reconhecida pela Felícia) deu de Natal – a história do porquinho Pipo e que, no fim das contas, pouco importa qual é. Depois veio um livro para lá de bacana que o Tio Márcio (e a Tia Nanda e a Natália e a Sophia) deram de presente de aniversário. Ah, já ia esquecendo: antes de tudo isso já havia uns livros de borracha que a Tivó havia dado para a Felícia ler durante o banho. E acho, não tenho exata certeza, que a vovó já havia presenteado com um livro desse gênero impermeável também. Enfim, o fato é que ela gostou mesmo dos livros e agora já tem praticamente uma biblioteca ao alcance das mãos.

O que não a impede, nunca impediu, de vez por outra pegar uns livros na estante do papai e da mamãe – e o preferido é um livro técnico vermelho bem grande e pesado da mamãe, escrito em inglês, que o papai não sabe nem escrever o nome, de tão difícil. Por isso é que, depois desse livro da mamãe, o seu preferido naquela estante é o dicionário inglês-português.

Bem, mas esta semana foi diferente. Numa livraria, Felícia se acabou – exatamente como o papai fazia muitos anos atrás. Percorreu as estantes, tirou livros, pediu para o papai ler alguns e se divertiu muito, principalmente com um livro que trazia um botão que fazia o barulho de um trenzinho. Acabou ganhando um livro de presente da vovó que já foi devidamente devorado, lido e relido inúmeras vezes, por quem estivesse perto, a seu pedido – insistente pedido, é bom frisar.

Anúncios

7 Comments

Add yours →

  1. Ah, que orgulho dessa linda! Criança que lê é uma das sétimas maravilhas. Eu sempre adorei ler, e lia até mais literatura de adultos do que de crianças (o que não recomendo).E só pra constar, a Tia Carmen também deu um livrinho de banho, naquela vez que visitamos o Tio Edu e a Tia Fê. É que acho que você não viu, entreguei direto pra Fiona.

    Bem, eu já descobri, então, de onde veio um dos livros de banho. Faltam os outros.

  2. Daí pra ABL é um pulo, vai vendo só!

    Faço votos que sim.

  3. É mesmo muito interessante o modo como ela se interessa pelos livrinhos.
    É bom lembrar que o 1° livro foi vovó Miriam quem deu ao saber que FELÍCIA ia chegar!

    É verdade. E a prova disso está aqui. Falha minha.

Você quer comentar? Clique aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: