Uma pizza em BH

Tentei pedir uma pizza em Belo Horizonte.

Descobri que todas as pizzarias, desde aquelas que são verdadeiros restaurantes até aquelas vendinhas pequeninas que só servem para vender pizza a domicílio nas noites de fome, têm um “sabor” disponível com o nome da casa.  Esse “sabor” é, resumindo, um verdadeiro x-tudo, um podrão sobre uma massa redonda.

– O que é que vem nessa pizza “Atomic à moda”, perguntei à moça que me atendeu quando eu liguei para a “Atomic Pizza”.

– Ah, tem várias coisas: tem queijo, tem presunto, ovo, pimentão, cebola, azeitona, calabresa…

– Tá bom, já entendi.  Eu vou querer uma pizza metade-calabresa e metade-margherita, por favor.  Sem cebola!

Bem, a pizza veio, poucos minutos após o prazo de 45 minutos fornecido pela tal moça que me atendeu.  Sem problemas.  Mas ela estava com uma camada generosa de presunto sob a muçarela (tanto numa metade quanto na outra).  Em cima, de um lado da pizza havia muçarela e folhas de manjericão.  Do outro, rodelas de linguiça calabresa e rodelas de tomate.

Anúncios

3 Comments

Add yours →

  1. Pelo menos não veio a cebola.

    Era o mínimo! Mas veio azeitona.

  2. Bom, veio metade uma coisa, metade outra. Só que não.

    Exatamente.

  3. Você está morando em BH?

    Digamos que sim. E não.

Você quer comentar? Clique aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: