Panfletagem

Não aceito panfletos.  Nunca.
Não aceito panfletos. Nunca.

As coisas mais cotidianas são aquelas que menos se nota. Estão enraizadas no nosso jeito de ser, nao as achamos de maneira nenhuma estranhas. A panfletagem é dessas coisas que todos os dias vemos mas nunca notamos. Simplesmente acontecem. Assim como simplesmente pegamos os panfletos e os descartamos – nem sempre após leitura de seu conteúdo.

Eu tenho por princípio não aceitar o oferecimento de panfletos de qualquer natureza, em qualquer ocasião. Distribuídos na rua, na entrada de estacionamentos, na porta de teatros, do colégio eleitoral ou no sinal de trânsito, nao os pego. Minha irmã diz que isso vai resultar na minha danação eterna no inferno dos distribuidores de panfletos. Aceito a pena, mas não aceito o panfleto.

Não os aceito porque considero uma propaganda suja, do ponto de vista ambiental. Não sou um modelo de vida sustentável, mas me esforço para fazer o possível para contribuir para um mundo melhor. Locomovo-me de/para o trabalho de carona ou usando transporte público, jogo o lixo no local apropriado, e até cultivo algumas orquídeas que ajudam a capturar moléculas de carbono da atmosfera. E não pego panfletos na rua, que geram mais lixo, nem sempre descartado de forma apropriada.  Acredito que, se todos fizerem o mesmo, a prática tenderá a se extinguir.

Mas fico envaidecido quando me selecionam para ofertar panfletos de casas de encontro pouco ortodoxas ou de prestação de serviços nao familiares. Sinal de que pelo menos algumas das convicções que eu tenho na vida são reconhecíeis facilmente. Não os aceito – nem os panfletos, nem os serviços – mas agradeço as ofertas. Sempre.  E vou ficar muito cabreiro no dia que não for selecionado como potencial destinatário da oferta.

Anúncios

4 Comments

Add yours →

  1. Olha, tem umas ofertas nesses panfletos que você preferiria nem receber. Vai por mim.

    Como eu nunca peguei, não sei disso. Mas acredito em você. Mais um motivo para eu não pegar nada.

  2. Eu sou assim também! Gera muito lixo. Mas, confesse que fico com uma certa culpa. Afinal, o planfeteiro podia estar roubando, matando….

    Ou colocando todos os panfletos no lixo, ou varrendo a rua repleta de panfletos que ele mesmo distribuiu…

  3. Eu não aceito quando percebo que o assunto não me interessa (imóveis, cartomante, empréstimos…), agradeço e não pego. Mas já recebi coisas bem interessantes e que até estava precisando. Jogar no chão jamais! Na semana passada quando abri a caixinha do correio tinha uns 50 panfletos de uma farmácia. Sendo que o meu prédio possui apenas 4 apartamentos. Provavelmente o panfleteiro queria se livrar da função. Peguei os panfletos e fui lá na farmácia devolver.

    Você acabou com a carreira da panfleteira…

Você quer comentar? Clique aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: