O chute que ela deu…

Pois bem.  Estávamos nós em Mariana, prestes a acompanhar a procissão do Espírito Santo (que descobrimos completamente por acaso e, como era um espetáculo muito bonito, resolvemos seguir vendo).  Rolava uma concentração na Praça Minas Gerais, precedida de algumas apresentações de grupos de congado, enquanto as luminárias eram acesas com velas ao longo da rua que vai dali até  a Igreja de Nossa Senhora dos Anjos.  Como havia muita gente com velas acesas na mão, resolvi cortar o barato da Felícia e pegá-la no colo.  Ela começou a se debater um pouco, empurrando meu corpo para descer e mexendo as pernas.  Até que…  Bem, digamos que a ponta do tênis dela chocou-se com uma parte do meu corpo que rima.  Desabei na hora, mesmo ciente de que aquilo poderia gerar nela a certeza da eficiência do método e uma potencial reutilização em momentos futuros de irritação e contrariedade.  A velharada em volta não entendeu nada.  Teve gente achando que eu ajoelhei para rezar.  Não foi nada disso…

Anúncios

2 Comments

Add yours →

  1. O primeiro de muitos. Já tomei chutes, socos, cabeçadas (!) e batidas com toda a espécie de objeto na minha bolsa escrotal. Ser pai não é fácil.

    Se ela crescer mais uns cinco ou dez centímetros vou começar a levar as cabeçadas. Já havia pensado nisso e tenho sofrido por antecipação – embora isso não seja muito o meu feitio.

    • Tamo junto, Márcio! Semana passada, então, levei um soco que me finalizou bonito, no melhor estilo “flawless victory”.

      Lembro daqueles finais do Mortal Kombat: “finish him”.

Você quer comentar? Clique aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: