O Cachambi responde – sabotadores

Pergunta muito pertinente a desta semana, chegada em cima da hora, dado que o fato sobre o qual ela se debruça também é recente.  O Flamengo vai mal das pernas, contrariando a sua sina.  E, para completar, como é tradicional, já demitiu um técnico recém-contratado, bem no início do campeonato.

O que está acontecendo com o Flamengo?  Quem é o técnico ideal para substituir o Jorginho?

O time não é lá grandes coisas, reconheçamos.  Mas também não é dos piores times do campeonato.  Os jogadores estão com os salários em dia.  Há uma estrutura suficiente para treinar.  O contrato com a Adidas está fechado e o manto novo já está brilhando, tinindo, impressionando, amedrontando (só faltou chegar nas lojas do resto do mundo, ao lado dos outros quatro grandes da Adidas).  Só resta, então, uma possibilidade para explicar os maus resultados: sabotagem.  E sabotagem, por excelência, é um ato terrorista que destrói alguma coisa de dentro para fora.  No bom português, são os jogadores que estão de corpo mole.  E já estão há tempos, desde a saída de Adriano e, depois, com mais veemência, após a saída do Ronaldinho Gaúcho do time.  Tudo bem, alguns dirão que o time mudou muito, os jogadores são outros…  Mas dois ou três permanecem, e justamente os mais antigos do escrete, os mais líderes, os mais velhos: Léo Moura e Renato Canelada – que, devemos reconhecer, só jogam como titulares por causa do nome nas costas da camisa, não por causa do futebol que têm apresentado nos últimos dois anos.  Enfim, enquanto esses dois estiverem no time, na minha opinião, o Flamengo não vai fazer mais que o suficiente para passar raspando na prova final, dando susto no torcedor.  E nenhum técnico vai se segurar no cargo – a não ser que venda a liderança do vestiário para esses dois porque, se tentar peitar e impor disciplina, vai ser derrubado pelo time.  E nenhum técnico vai conseguir isso, nem Muricy, nem Felipão, nem Mano, nem Bernardinho, enquanto não tiver o devido respaldo de seus superiores.  Então, deixa qualquer um substitui-lo, porque não vai fazer a menor diferença mesmo.  Chama o mais baratinho, porque o tempo é de economizar.

* Você tem uma dúvida, quer fazer uma pergunta? Mande-a clicando aqui, que O Cachambi responde. A pergunta a ser respondida semana que vem pode ser a sua.

Anúncios

One Comment

Add yours →

  1. Eu queria ter metade dessa autoestima. Já seria bom demais.

    Autoestima invejável seria se eu dissesse para me colocar como técnico. Qualquer outra coisa é só modéstia.

Você quer comentar? Clique aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: