Conjuntivite

Estou saindo de uma conjuntivite.  Aliás, por causa disso, eu aprendi a escrever conjuntivite – eu achava que era conjuntevite, mas descobri que não.  Que coisa horrorosa!

Doenças não são exatamente o sonho de consumo de ninguém.  O corpo funcionando bem é tudo o que alguém pode querer da vida – o resto é consequência.  Mas é terrível ter a vista embaçada, coçando horrores (sem poder coçar)…  Sem contar a aparência.

Eu nunca havia passado por uma conjuntivite.  Já vi várias pessoas terem conjuntivite, mas eu nunca havia sido contaminado, mesmo tendo permanecido bem perto dessas pessoas por algum tempo.  Eu achava que eu era imune a isso, uma espécie de mutação evolutiva do ser humano.  Não sou – ao menos neste aspecto.  Esta semana levei um choque de realidade.  Pudera: peguei da minha sogra – e, contra praga de sogra, não há o que se fazer senão penar.

E o pior de tudo é se sentir bem, forte, não sentir dores e ter que ficar em casa uma semana inteira, pingando colírios, com milhares de coisas para fazer no trabalho.  Isso causa uma sensação de impotência tão grande…

Anúncios

2 Comments

Add yours →

  1. Neném já sarou do dodói?

    Já. Ainda bem.

  2. Isso mostra que o ser humano não é o “Super Homem” que ele imagina ser.

    Profundo…

Você quer comentar? Clique aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: