Ai, que lindo!

Quarta-feira, cheguei em casa e resolvi montar a árvore de natal, com a participação da Felícia.  Aliás, ela não chama a árvore de natal de árvore de natal.  Ela a chama de “árvore do Papai Noel“.  E eu não discuto.  O médico mandou não contrariar.  Não foi das tarefas mais fáceis.  Eu colocava uma bola na árvore, ela tirava outra.  Eu pegava uma bola na caixa e ela virava a caixa e jogava todas as bolas no chão – e eu agradecia a Deus por terem inventado as bolas inquebráveis, lembrando das broncas intermináveis que eu levava da minha mãe cada vez que uma bola da árvore de natal quebrava enquanto eu tentava pendurá-las.  Foi quase o caos, mas acabou dando certo.  No final, ela olhou estupefata para a árvore com as luzes piscantes e exclamou:

– Ai, que lindo!

Sexta-feira, cheguei em casa e dei para ela um presente: uma pequena caixa de papelão que envolvera uma caneca que eu havia recebido de brinde.  “Presente!?”  Seus olhos brilharam quando viram a caixa.  Ela se sentou na soleira da porta dos fundos e começou a brincar com a caixa como se fosse um incrível brinquedo novo.  Era um presente, afinal de contas.  Até que ela se levantou, com a caixa na mão, olhou para mim e disse:

– Ai, que lindo!

Pelo visto, “Ai, que lindo!” é o mote da moda.  “Deve ter aprendido na creche“, imaginei.  Isso já não é novidade.  Vira e mexe acontece.  Ela chega em casa com uma expressão nova, começa a repetir meio que aleatoriamente, buscando entender o melhor encaixe da expressão nas situações do cotidiano – e a gente logo manja do que se trata.  Como havia rolado festejos de fim de ano, com troca de presentes, fazia sentido imaginar que ela tivesse aprendido isso nesse contexto.

Sábado de manhã, estava eu em casa com ela e me retirei da sala para o banheiro.  E eu estava lá, de pé, em frente ao vaso sanitário, fazendo xixi, quando ela apareceu na porta, olhou para mim e perguntou:

– O papai tá fazendo xixi?

– Estou sim.  Estou fazendo xixi.

– Ai, que lindo!

Anúncios

3 Comments

Add yours →

  1. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, só ela mesmo pra achar “tudo” lindo!

    Até o que não é lindo.

  2. Ai, que lindo!!!

    Eu sei. Eu já escrevi isso…

  3. É muito amor pra explicar isso.

    Realmente, é a única explicação.

Você quer comentar? Clique aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: