As manias do momento

Criança é fogo: você não pode dar a mão, ela já quer o braço inteiro e um pouco mais.  Uma simples ideia nova pode ser motivo para a completa perda do controle das ações.  Uma molezinha que você dá um dia vira regra – e aí é difícil, quase impossível, reverter o quadro.  Acho que a frase que eu mais repito para as pessoas que tentam se relacionar com a Felícia é: “não dá ideia…”.  Até porque, depois, quem sofre com a repetição incessante da ideia de bosta sou eu.

Das duas manias do momento, capazes de tornar a Felícia um monstro, uma é ideia minha, a outra, da Fiona.

A minha é o banho de mangueira.  Um belo dia de calor intenso no Rio de Janeiro, há mais ou menos quinze dias, resolvi levá-la para fora de casa e dar banho de mangueira, com água mais fresca e ar mais fresco também.  Ela não só adorou como aprendeu a abrir a bica – que eu já havia substituído por aquelas que se pode travar com um cadeado.  A bica ainda não tem cadeado, mas agora não vai demorar muito até eu colocar um.  E mais: ela não quer mais tomar banho de banheira nem de chuveiro – não importa se está frio ou calor lá fora.  Só quer tomar banho de mangueira.  E não adianta explicar que a água está fria, que está ventando, que ela vai ficar resfriada.  É difícil convencê-la do contrário.  Melhor que a mangueira só a banheira da casa da vovó (que ela chama de piscina).

A da Fiona é dirigir.  Um belo dia a Fiona resolveu permitir que ela se sentasse no banco do motorista, com o carro desligado, para “dirigir”.  Bem, não é mais possível sair de carro sem que ela gaste uns minutos “dirigindo” o carro antes.  Não posso colocar 100% da culpa na Fiona, preciso reconhecer.  Há algum tempo a gente andou rodando concessionárias de automóvel, para ajudar o irmão da Fiona a escolher seu carro novo, e a Felícia adorou entrar em todos os carros.  Ali, ela se sentia num parque de diversões, com tantos botões para apertar.  A brincadeira acabou ficando séria demais.  Não adianta tentar evitar, ela tem que dirigir.  Pouco importa se você está atrasado para o trabalho de manhã cedo, ou se é a hora da festa de um amiguinho.  Ela quer dirigir e ponto.  Fiona chegou a comprar um volante de brinquedo, para ver se ela se contentava em “dirigir” o carro do banco de trás – ledo engano.

Anúncios

2 Comments

Add yours →

  1. Falando em novidade… Você sabe qual é a palavra do momento?
    Resposta: “gente”
    Pois é, hoje em casa o tempo todo se dirigindo a mim (vovó Miriam), a vovó Beth, a Rosa e até a Filó assim:
    “- Vem gente!”
    “- Anda logo gente!”
    “- Pula gente!”
    “-Ajuda gente!”
    Kkkkkkkkkkkkkkk

    Vou observar.

  2. Se eu posso servir como comparação, a mania de dirigir ainda vai se estender por algum tempo, e realmente o volante de brinquedo não vai surtir efeito algum. Quanto ao banho, a mania aqui em casa agora é não querer tomar banho. Engraçado, eu achei que isso ainda ia demorar para acontecer…

    Pior é que isso só deve mudar quando os hormônios começarem a ser produzidos…

Você quer comentar? Clique aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: