De onde menos se espera

Murphy diz que “de onde menos se espera, é de lá que não sai nada mesmo”.  Esse tal de Murphy não entende de futebol, nem desta Copa do Mundo meio doida que estamos testemunhando.  O dia de hoje foi prova definitiva disso.

Primeiro aquele Bélgica x Rússia.  Duas seleções europeias, com razoável reputação, supostamente acima da média (ainda que apenas ligeiramente acima) dentre os participantes desta Copa do Mundo, jogando seus futuros no sagrado gramado do Maracanã – possivelmente a única oportunidade que aqueles jogadores terão de atuar no Maior do Mundo.  Que jogo safado…  “Perdi” metade do primeiro tempo almoçando.  Depois, dormi até 25 minutos do segundo tempo.  Acordei com aquela sensação de não ter perdido nada.  Jogo com cara de zero a zero.  “Desse mato não sai cachorro“, pensei, do alto da minha sabedoria de jogos insossos do Flamengo contra times pequenos nos campeonatos cariocas da vida no Maracanã.  “Esse Hazard é o maior arame liso, só tem perigo no nome“.  Pois o cara, tal qual Alex Soneca, resolveu acordar no fim do jogo e fazer a jogada do gol da vitória da Bélgica.  De onde eu menos esperava, de lá saiu o gol.  Time sem vergonha esse belga.  Muquirana.

Depois, o tal Argélia x Coreia do Sul.  A julgar pela tabela, olhada em tese após o sorteio, esse jogo rivalizaria com Nigéria x Irã em tédio e má qualidade de futebol.  Aceitei sair com a Fiona para o shopping, feliz da vida depois que ela, ao assistir os dez primeiros minutos, me disse “que pelada!“.  Saí – e perdi um jogão!  De onde eu menos esperava, de lá saíram seis gols em um jogo eletrizante (repleto de perebas e jogadas bisonhas, mas ainda assim um jogo com emoção).  Botei para gravar o VT de madrugada…

Agora no fim, EUA x Portugal.  Jogo de vida ou morte, jogo de tudo ou nada, jogo com Cristiano Ronaldo – melhor do mundo – em campo.  Ele era a grande esperança de bom futebol na noite de domingo.  A julgar pela sua primeira intervenção, driblando três jogadores norteamericanos e brincando com a bola, a noite seria dele.  Que nada!  De onde mais se espera, de lá não sai nada.  Ele mal andou em campo.  Perdi as contas da quantidade de vezes que o vi sozinho na meia lua da área adversária abrindo um dos braços e apontando a lateral do campo, pedindo que seus companheiros de equipe jogassem a bola para o outro companheiro que lá estava, ao invés de pedir a bola nele.  Portugal parecia jogar com um a menos em campo.  Senti-me vítima de um estelionato futebolístico gravíssimo.  E pensar que esse canalha impediu que a torcida sueca viesse ao Brasil…  Os EUA protagonizaram a virada de placar do dia – sempre tem uma, né? – e estava tudo certo até que…  De onde menos se espera, dos pés de Cristiano Ronaldo, aos 48 ou 49 minutos do segundo tempo, de lá saiu o cruzamento que selou o empate no placar.

Pobre Murphy.  Entende de tudo, menos de futebol.  Sabe nada, inocente.

Anúncios

3 Comments

Add yours →

  1. Desculpe a minha chatice, mas essa não é de Murphy, mas sim uma máxima do Barão de Itararé. http://www.culturabrasil.org/itarare.htm
    Segunda chatice, quem fez o gol da Bélgica foi o atacante Origi, num passe do Hazard. Não foi, portanto, gol do Hazard.
    E sim, no futebol tudo pode acontecer. Essa é sua magia que fascina o mundo inteiro. 😀

    Corrigi. Eu quis dizer que o Hazard fez “a jogada do gol”, e não o gol.
    E o Barão do Itararé é o Murphy brasileiro? Bom saber…

    • Não é que o Barão de Itararé seja o Murphy brasileiro; eles são pensadores que seguem linhas filosóficas ligeiramente diferentes: um é cínico, outro é pessimista. É que especificamente esses pensamentos, “de onde menos se espera é que não sai nada mesmo” e “o que puder dar errado certamente vai dar errado” se aplicam precisamente ao futebol, especialmente ao dia de ontem.

      É meio que como a diferença entre o caolho, o vesgo e o estrábico. É tudo zarolho.

  2. E você tocou no ponto da maior contribuição, só que não, do Cristiano Ronaldo à Copa: eliminou a Suécia, e principalmente as suecas das glebas brasileiras. Raios que o partam!

    Vai ter o fim que merece!

Você quer comentar? Clique aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: