Feliz ou triste? – parte 2

Tal como uma criança que maquina o tempo todo uma travessura, eu também passo boa parte do tempo em que estou com a Felícia maquinando um jeito de compreendê-la e me fazer compreender.  Quase sempre não consigo mas, de vez em quando, dá certo.  Ainda acho que boa parte da educação que se dá a uma criança não passa de adestramento: condicionar a criança a receber o reforço positivo quando ela faz coisas boas e ignorá-la quando ela faz coisas ruins me parece ser a melhor forma de educar.  Deu certo com a Filomena, tem dado certo com a Felícia, vou continuar o estratagema com o Fergus.

Nem sempre é tão simples assim, porém.  Uma malcriação ou outra, quase sempre na hora de dormir, acontecem.  Nessas horas, nem toda paciência do mundo é suficiente.  É preciso mais.

Num dia em que eu estava de tanque cheio de paciência – e ninguém se apresentou como alternativa a mim -, consegui trazê-la de volta à serenidade e conversamos.

– Are you happy or sad?
– Sad…
– Eu também estou sad.  Olha aqui a minha cara.

E pus o lábio inferior teatralmente para baixo, dobrando-o em direção ao queixo, baixei os olhos e fiz aquela cara de criança triste e contrariada.

– Sabe por que eu estou sad?  Porque você não fez o que o papai pediu para você fazer.

Ela não falou nada, mas fez aquela cara de “é mesmo?”.

– Você gosta de ver o papai sad or happy?
– Happy…
– Então, para o papai ficar happy, você tem que fazer xixi e escovar os dentes.
– Mas eu não quero fazer xixi nem escovar os dentes!…
– Então eu vou  continuar sad.

E fiz novamente a cara de criança triste e contrariada.

Foi preciso repetir o ciclo ainda mais duas vezes até que ela entendesse que não era conversando que eu iria ficar happy novamente.  Depois que ela cumpriu as tarefas que eu havia proposto, fiz um sorrisão e muita festa, com abraços e beijos mil – cócegas também, para melhorar aquela cara de choro dela.  De lá para cá, sempre que ela faz algo errado é só dizer:

– Felícia, olha para a minha cara.  Vê se o papai está happy or sad?

Já basta.

Anúncios

8 Comments

Add yours →

  1. Gente, FERGUS…você se superou hein! E não sei não, mas se eu fosse a Felícia ia preferir a sua cara de sad, deve ser mais engraçada, hihihihihi.

    Onde você anda que ainda não sabe do Fergus?
    PS. A ideia do apelido é da Érica Luciana.

  2. Que papo mais novela das 9…

    Menos.

Você quer comentar? Clique aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: