Wellington, ambulante

31 de dezembro, aproximadamente 19:30h.  Ônibus a caminho de Copacabana.  Cheio, mas não lotado, poucas pessoas de pé, todos os assentos ocupados.  A maioria das pessoas está de branco.  Faz um calor senegalês e o sujeito está completamente encharcado de suor.  Numa das paradas, o motorista abre a porta de trás para que um homem carregado de balas embarque.  Ele sobe, vai até

– Valeu piloto, esse é parceiro.  Toma aí uma balinha do ambulante para o camarada que trabalha e ajuda quem trabalha nesse dia de merda e nesse calor da porra que faz nessa Cidade Maravilhosa.

Dá uma bala ao motorista, que aceita com indiferença, prende o papel entre os dentes e vai desembrulhando com a mão entre uma troca de marcha e outra, coloca a bala na boca e joga o papel fora pela janela com a mão esquerda.  Enquanto isso, ele apruma o corpo no corredor ônibus, encostado a um dos ferros, pendura o gancho de açougue repleto de saquinhos de balas, e se dirige aos passageiros.

– Meus clientes, eu sou o ambulante Wellington e, em primeiro lugar, espero que todos vocês tenham tido um Natal excelente, com muita fartura e amor.  O Natal é uma época maravilhosa em que o amor toma conta do coração das pessoas…  Eu, por exemplo, fico apaixonado por todos os meus clientes e é por isso que eu estou aqui trazendo uma super promoção.  É verdade!  Vocês não vão acreditar, mas é promoção mesmo, não é essas coisas de Black Friday, que a loja aumenta o preço num dia para dizer que é promoção no dia seguinte.  Quem anda sempre de ônibus e está acostumado a ver os preços das balas vai ter uma surpresa, não é madame?  Em segundo lugar, este ambulante deseja a todos vocês um Feliz 2015, com muita paz, felicidade, dinheiro no bolso.  Porque sem dinheiro no bolso, quem é que vai comprar do ambulante?  Aliás, eu queria deixar bem claro que eu sou ambulante, não sou camelô.  Camelô não recolhe INSS, camelô não tem nota fiscal da mercadoria, camelô tem que pagar propina para a Guarda Municipal, prefeitura, polícia, milícia, tráfico…  Eu sou ambulante.  Meu INSS tá aqui, pago [mostra a todos, de relance, uma guia de INSS dessas de papelaria]; as notas fiscais da mercadoria estão aqui [mostra, também de relance, um bolo de cupons fiscais]; e eu trabalho com responsabilidade social, garantindo que o dinheiro que os meus clientes investem em mim não vai sustentar o crime organizado que é a maior mazela da nossa Cidade Maravilhosa.  Palavra de quem trabalha há sete anos no ramo, já perdeu a mercadoria sete vezes mas se orgulha de nunca ter pago uma propina sequer.  Mas por que eu estou falando tudo isso?  Porque vender a mercadoria não é só mostrar o produto e dar um bom preço que, como eu disse no início está realmente muito bom.  Os meus clientes não precisam saber quantos filhos eu tenho para sustentar, se eu estou doente ou não, de onde eu vim e para onde eu vou.  O ambulante não quer que você, cliente, compre porque está com pena dele.  O ambulante quer conquistar você.  Amanhã você vai me encontrar novamente, em outra viagem, em outro ônibus, e eu quero que você se sinta satisfeito por ser um colaborador do meu sucesso – e, de preferência, volte a colaborar.  É por isso que, em terceiro lugar, eu estou aqui para oferecer a vocês essas incríveis ofertas.  São balas e doces quase a preço de custo.  A margem do ambulante é realmente muito pequena, e faz parte de uma política agressiva de crescimento da atividade, que tem por base maximizar as vendas dentro de um único coletivo.  Eu gostaria de lembrar a todos que em Copacabana os preços estão muito caros, o que é natural, já que as alternativas são poucas e ninguém lá vai querer sair da Atlântica para comprar uma bala na Nossa Senhora de Copacabana ou na Toneleiros só porque é mais barato.  Por isso eu recomendo que você já chegue em Copacabana com a sua bala na mão, comprada com antecedência, aqui, sem esforço, com o ambulante que veio até você fazer a entrega sem cobrar nada a mais por isso e sem tirar de você alguns minutos do seu lazer.  Vamos começar 2015 adoçando a boca para não ter um ano amargo.  Chocolate Bis, Diamante Negro, Galak, Lollo, Sonho de Valsa, Juquinha, Mentex, até Ferrero Rocher tem, além de uma série de outras delícias para todos os gostos, por apenas dois reais.  E, levando três pacotinhos, um para você, um para a sua namorada ou namorado, e outro para vocês dividirem celebrando a cumplicidade da união do casal no momento da virada, o cliente só vai pagar cinco reais.  É ou não é uma super promoção?  Claro que é!  Então vamos aproveitar.  Eu me despeço por aqui, vou atender os pedidos que já estão aparecendo de todas as partes do coletivo, já vou atender a senhora, primeiro vou atender este rapaz aqui perto de mim que já tinha levantado a mão, opa, calma que tem mercadoria para todo mundo.  Quem quiser saber mais informações sobre o meu trabalho, pode acessar a minha página no Facebook, o endereço está aí no papelzinho que está dentro da embalagem.  Lá também tem o número do telefone para entrar em contato pelo WhatsApp e o endereço de e-mail, caso você queira saber por onde eu ando para pegar o mesmo ônibus e ser agraciado com nova oportunidade de investimento.  Lembrando a todos que lugar de lixo é no lixo e eu fico muito triste quando vejo as minhas embalagens jogadas no chão.  Vamos fazer a nossa parte para manter a nossa cidade sempre maravilhosa.  Faço entregas em domicílio.  Desejo a todos um Feliz 2015, muita paz, muita saúde e muito amor no coração.

Após as vendas, agradece novamente o motorista, desembarca, abre a mochila, entra na igreja situada em frente ao ponto de ônibus, pega um baseado na mochila e acende nas velas do lucífero.

Anúncios

One Comment

Add yours →

  1. Wellington é um empreendedor. Me senti até amigo dele.

    O cara é bom mesmo.

Você quer comentar? Clique aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: