Férias…

Domingo deixei Fiona, Felícia, Fergus e Filomena na casa da minha sogra na Região dos Lagos e voltei para casa.  O trabalho me chamava.

—– x —–

Voltei para casa e a casa está imensa, vazia, silenciosa – e extremamente organizada e arrumada.  Sinal de que não é o meu chinelo deixado no canto da sala durante o dia (quando eu chego em casa, tiro o sapato e o visto, nas poucas vezes em que eu ainda o encontro ali à minha espera) que gera bagunça.

—– x —–

Nem tudo são flores.  Ontem afundei as mágoas da saudade com uma cerveja long neck – uma única dessas é capaz de me deixar muito alto e suando feito porco, além de provocar sono irresistível e sede de camelo após o sono.  E olha que era só o primeiro dia de uma longa semana de solidão…

—– x —–

Homens casam com mulheres esperando que elas não mudem, mas elas mudam.  Mulheres casam com homens esperando que eles mudem, mas eles não mudam.

—– x —–

– Cara, o que vocês estão pensando em fazer amanhã?
– Não sei, por que?
– Eu tava pensando em ir aí jogar botão com o JG.  Rola?
– Não sei, peraí, deixa eu ver.  João, você quer dormir na casa da sua avó ou quer ir para casa e jogar botão com o Tio Leandro amanhã?
– Quero ir para casa.
– Aí, bonitão, amanhã tá certo.
– Beleza.  A gente se encontra depois do trabalho e vai junto.

—– x —–

Estádio Professor João Guilherme Passarelli Santos sobre a mesa da sala.  Times perfilados na beira do gramado.  O time suíço entrava em campo com HangLoose no gol, Savoy, Baresi e Calota na zaga.  Meio campo com Mangueirinha, Edevair (o craque do time, camisa 10) e Amaral; Abó, Cuca, Botãotão e Brinha no ataque.  Execução do Hino Nacional Brasileiro no telão (um IPhone colocado na beira do gramado, na verdade).  Não houve execução do Hino Nacional do time visitante porque os organizadores alegaram falta de segurança, possibilidade de vaias desrespeitosas e até mesmo a remota iminência de um ataque terrorista de forças separatistas de determinados cantões suíços.  Mesmo assim, o moral do time visitante não foi abalado e, após longa concentração, o juiz autorizou o início da partida.

Câmera Aranha flutuando sobre o gramado do Janjão
Câmera Aranha flutuando sobre o gramado do Janjão

—– x —–

O time da casa, valendo-se da desculpa de ser um bom anfitrião, usou de todos os ardis possíveis para desestabilizar emocionalmente o time visitante: ligou a televisão e exibiu (ao vivo) o ótimo jogo entre Lazio e Sampdoria, serviu o tradicionalmente irresistível pão com linguiça, matte com limão e pão de queijo…  Só faltou colocar cheerleaders seminuas na beira do campo.  Mesmo assim, o time visitante, como que surdo aos incentivos da torcida local, progredia com futebol arte e pressionava o time local contra sua meta.  O goleiro fez duas boas intervenções, dois outros chutes foram para fora.  Tanto fez que o gol saiu, num chute meio torto, que enganou o goleiro Capitão América.

—– x —–

Como bom América, foi aí que a torcida local passou a gritar ainda mais.  Fez sua presença ser sentida e, num lance para lá de duvidoso, no finzinho do primeiro tempo, o juiz marcou pênalti para o time da casa.  Em jogos equilibrados, todo pênalti é, por definição, discutível – para dizer o mínimo.  “Ô juiz caseiro (pudera! o juiz era pai do técnico do time da casa)…  Vai ser bom assim lá na Libertadores…”  Bola de um lado, goleiro do outro, o juiz encerrou o primeiro tempo e os times foram para o vestiário com ânimos bem distintos.

—– x —–

Na volta do intervalo, o time local roubou marotamente uma bola no campo de defesa do time adversário e não perdoou.  Virou o placar.  Festa no Xaling… ops, no Janjão!  Comemoração esquisita entre os jogadores e os torcedores, mas temos que respeitar as diferenças.  O time visitante se recompôs.  Lembrou das lições do professor na preleção, esfriou os ânimos e tentou retomar as rédeas da partida.

—– x —–

Conseguiu.  Aos poucos, chegou novamente no gol do adversário, até que Brinha (ponta esquerda, irmão do ponta direita Abó), e que veio a ser eleito o melhor jogador em campo, ganhando um MotoRadio das mãos de uma rádio local após o fim do jogo, empatou novamente.  É bem verdade que o goleirão Capitão América ajudou, colocando mão de maionese numa bola facilmente defensável.  Importa, porém, que ela cruzou a linha.  Por pouco, mas cruzou.  O uso da tecnologia não se fazia necessário, mas as emissoras de televisão preferiram espancar qualquer dúvida a esse respeito.

—– x —–

O jogo ganhou ares de tensão.  Muitos laterais, muitos chutões para a frente, muitos passes errados.  Ficou feio mesmo.  Num desses lances esquisitos, escanteio para o time da casa.  A bola foi batida para trás e Capitão Neymar América chutou fraquinho, no contrapé do goleiro.  A bola nem chegou a tocar no fundo da rede.  Morreu ali mesmo, logo depois da linha.  Festa, novamente, no Janjão.  Mas a torcida não cantava vitória.  O adversário era temível, o time suíço era muito forte, com jogadores perigosos.  O time local, então, passou a gastar o tempo, tocar a bola de um lado para o outro, esperando o apito final.  O grito da vitória veio apenas após o juiz determinar o fim da partida.

—– x —–

Duas horas e meia após o aviso do início do jogo; meia hora após o seu término:

– Quem ganhou?
– JG 3×2 Eu
– Kkkk

A empolgação da torcida com o resultado da partida é comovente, principalmente para quem vai passar a semana toda na concentração, longe da família.  Depois dizem que as mulheres são sensíveis e os homens são rudes, grosseiros, ogros…

—– x —–

Quando as mulheres vão entender que a felicidade do homem está no prazer de se comportar como um menino – o mesmo menino pelo qual elas se apaixonaram e com quem elas se casaram, e não o homem no qual elas queriam que ele se transformasse após o casamento?  Jogar botão, andar sem camisa, chamar os amigos pelo apelido, cumprimentá-los de maneira esquisita, peidar alto, jogar futebol com os amigos (e com quem não conhece também)…

—– x —–

Férias…  O que eu vou fazer amanhã?

Anúncios

4 Comments

Add yours →

  1. São só alguns dias de férias! Mas as portas estão abertas!
    Bjs

    Eu sei disso.

  2. Aqui não tem jogo de botão, mas tem ludo, quina, bingo … E carona no dia seguinte.
    Bjs

    Eu sei que os meus jogos estão aí.

  3. Um espetáculo de futebol-moleque! A partida inaugural do Janjão não poderia ter sido mais legal!

    Podia sim. Se eu tivesse vencido…

Você quer comentar? Clique aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: