Puente la Reina / Gares

Puente la Reina é uma cidadezinha perdida no meio da Navarra, onde o basco também é falado, daí ela ter dois nomes oficiais que não têm o mesmo significado, um em espanhol e outro em basco.  Enquanto o nome espanhol deriva da ponte medieval construída no século XI a mando da rainha (não se sabe se foi Doña Mayor ou Doña Estefanía) para facilitar a vida dos peregrinos – o Caminho de Santiago é, na sua maior parte, perpendicular ao relevo cantábrico e, portanto, cruza vários rios e é repleto dessas pontes medievais -, não se faz a menor ideia do que tenha dado origem ao nome basco.  Aliás, até hoje ninguém sabe a origem da língua basca.  Tentativas de associá-la a línguas pré-latinas resultaram infrutíferas, já que ela não encontra qualquer similar no restante do planeta.

É uma cidade para se passar uma manhã, no máximo, ver três igrejas, tirar uma foto na ponte medieval, ver algumas lojinhas na rua principal e dar um rolé pelas muralhas que ainda a cercam antes de seguir viagem.

Anúncios

One Comment

Add yours →

  1. Adoro descobrir estes pequenos recantos!

    O Caminho ainda reserva muitos outros. Aguarde.

Você quer comentar? Clique aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: