Opostos

Não é que eles sejam em tudo diferentes.  Mas em alguma coisa são opostos.

DormindoEla dorme descoberta, não sente frio mesmo com o ar condicionado a 22ºC.  Já ele, dorme coberto, enrolado e, se puder, encostado em alguém que o aqueça.  Ela dorme sempre de barriga para cima; ele, de bruços, mesmo nas situações mais patéticas.  Ela sempre apagou enquanto passeávamos de carrinho pelas ruas; ele dificilmente dorme, gosta de ver a rua, o movimento, as coisas, ouvir o som, fica alerta e presta atenção em tudo.  Ela sempre acordou sorrindo; ele, nunca, ao contrário, sempre chora ao acordar, como que reclamando do sono que o largou.  Ela sempre teve sono pesado, quase impossível de acordar.  Já cheguei a dar-lhe banho e lavar a cabeça sem que ela acordasse.  Já o sono dele é leve como uma pluma.  Ao menor movimento, qualquer ruído, ou mesmo nenhum ruído o desperta.  E ele odeia isso.  Ela tem mostrado que vai ser da madrugada, dormir tarde e acordar tarde.  A rotina não tem permitido que ela tome gosto por esse fuso horário, mas já dá para ver que, o dia que ela puder, a noite não lhe escapa.  Ele, porém, parece que vai ser do dia: dormir cedo e acordar cedo.  Pode ser que mude, mas até agora não deu pinta.

E assim a gente vai levando a vida.

Anúncios

2 Comments

Add yours →

  1. que opostos tão queridos!
    bom fim de semana.
    Mia

    Obrigado.

  2. Cada um com seu DNA. Ele é único e imutável.
    Muito bom essa diversidade em casa; movimenta.

    Verdade.

Você quer comentar? Clique aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: