Las Médulas

Assim como em San Millán de la Cogolla, Las Médulas é uma fuga do trajeto do Caminho.  Um pequeno desvio, com o mesmo propósito: conhecer um Patrimônio da Humanidade tombado pela Unesco.

A área de mineração de Las Médulas é um incrível exemplo da inventividade e da tecnologia do Império Romano, no qual elementos antigos domésticos e industriais sobreviveram até os dias de hoje. O sítio de Las Médulas preserva a evidência do trabalho, da tecnologia e da ciência da exploração dos recursos naturais de uma civilização extinta, consistente no uso de aplicações hidráulicas. Hoje é visível a paisagem cultural, moldada na drástica intervenção humana no processo natural, além da introdução de flora não nativa da região.  Desde a segunda metade do século I, novos assentamentos romanos surgiram com o objetivo de explorar a riqueza mineral da região, com a introdução de novas técnicas, permitindo a exploração em escala até então sem precedentes.

A maior parte das atividades de engenharia (represamento de cursos d’água, abertura de canais, construção de estradas) era responsabilidade do exército romano. A presença militar também se fazia necessária para manter a segurança estratégica da região, dos oficiais do Império e do produto da mineração.

Pelo sistema utilizado, a água de nascentes, do degelo e da chuva era acumulada em grandes reservatórios. A partir deles, um engenhoso sistema gravitacional que percorria longas distâncias até as minas (totalizando mais de 100km ainda preservados). A água era coleta a uma altitude que variava entre 1000m e 1300m para atender a mineração realizada entre 500m e 900m sobre o nível do mar, descendo a uma inclinação extremamente regular, em torno de 0,5%.

Quando as comportas das represas eram abertas, grandes quantidades de água percorriam os canais até as minas. A pressão da água gerava o colapso da estrutura, que desmoronava rumo a áreas de garimpo alguns quilômetros abaixo.  O vídeo de hoje ajuda a explicar um pouco melhor esse processo.

Anúncios

Você quer comentar? Clique aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: