O Cebreiro

Na vila de O Cebreiro, situada a 1330m de altitude e fundada provavelmente em 863, existe um Graal que alguns consideram sagrado e outros milagroso.

Na vila há diversas palhoças construídas na época da ocupação céltica, há 1500 anos. São casas de pedra de planta circular com telhado de palha que, apesar de permanecerem inabitadas por séculos, continuaram de pé. Uma réplica recente abriga uma pousada. Outra, original, abriga um museu etnográfico cujo objetivo é mostrar o modo de vida das pessoas da região.

Contudo, a principal atração da vila é a igreja de Santa María, construída em 836 em estilo pré-românico. Ela é a mais antiga igreja intacta de todo o Caminho de Santiago. No seu interior, ao mesmo tempo simples e espaçoso, está o Graal, cuja fama decorre do Milagre da Eucaristia.

A estrutura da igreja segue a tradição antiga, de ter o batistério separado do corpo principal do templo, com fonte de imersão.

Os sinos da igreja tocam durante o inverno para guiar os peregrinos. A hospedaria de San Giraldo de Aurillac está ativa desde o século IX e é, provavelmente, a segunda mais frequentada do Caminho, atrás apenas da hospedaria de Roncesvalles.

Reza a lenda que, por volta do ano 1300, um homem, Juan Santín, vivia em um povoado meia légua distante de O Cebreiro. Ele era tão devoto que ia à missa todos os dias, não importava se fazia sol, chuva, neve, vento ou frio. Um dia ocorreu uma grande nevasca, que ele enfrentou com sucesso para chegar à igreja. O sacerdote debochou da fé do homem e, para escusar-se do ofício, esbravejou: “¡Cuál viene este otro con una grande tempestad y tan fatigado a ver un poco de pan y de vino!” e acrescentou que sua visita não valia a pena. Para castigar a falta de fé do padre, quando ele realizava a consagração, o pão e o vinho se converteram em carne e sangue, sujando as toalhas do altar, até hoje guardadas em uma urna de prata.

Uma das especialidades culinárias do local é o Caldo Galego, uma sopa cuja receita tem origem nas sobras do almoço festivo de domingo.

Anúncios

Você quer comentar? Clique aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: