O Cachambi responde – os apitos que o ônibus faz quando acelera

Pergunta recebida por meios não convencionais, mas válidos mesmo assim.  Chegou por mensagem no WhatsApp esta semana.  Sinto que começo a me tornar referência no assunto “busologia”.  Fico feliz com o reconhecimento pelo esforço no estudo do tema, nas pesquisas realizadas e na criação dos pilares dessa ciência.

Por que o ônibus faz uns barulhos (tipo apito) de vez em quando quando acelera?

Antes de responder à pergunta, é preciso voltar no tempo.  Até alguns anos, os ônibus não eram equipados com tacógrafos e a mecânica era muito menos aperfeiçoada tecnicamente do que é hoje.  Sim, a vida do passageiro e do motorista já foi pior do que é atualmente, se é que isso é possível.  Nessa época, motoristas podiam fazer o que bem entendessem com o acelerador e a embreagem, impunemente.  Cansei de pegar ônibus nos quais o motorista acelerava e freava sucessivas vezes, com intervalo inferior a um segundo, tirando o veículo da inércia e retornando a ela, só para acelerar uma quebra do sistema de embreagem (conduzindo à intrafegabilidade do coletivo) e, com isso, encerrar o expediente mais cedo.  Nessa época, também, não era permitido a ônibus ter buzina, medida que visava conter a poluição sonora.  Só que, com a inventividade típica do brasileiro, os motoristas logo deram um jeito de contornar essa carência e utilizar o ronco do motor (bombando o acelerador com o outro pé na embreagem) e o barulho do freio a ar, tanto isoladamente como combinando os dois, para chamar a atenção (leia-se, pressionar, intimidar, botar medo) dos outros personagens do trânsito.  Por esses motivos, não há quem não se borre de medo ao ouvir um vrum-vrum-vrum-vrum-vrum de um motor Mercedes-Benz a diesel, seguido de um txi-txi-txi de um freio a ar próximos ao ouvido (exceto os passageiros, que vibram com tal manifestação de poder do motorista, capaz de abrir caminhos em meio aos piores congestionamentos).  Note que, em ambos os casos (acelerar e frear sucessivas vezes e usar o acelerador como buzina), a embreagem é sobrecarregada, aumentando seu desgaste e propiciando quebras prematuras do equipamento.  Por tudo isso, e agora vou, após essa breve digressão histórico-introdutória, passar à resposta efetiva da questão, resolveu-se implantar o tal apito no ônibus.  O tal apito é um alarme de mau uso da embreagem do ônibus, destinado a educar repressivamente o motorista, incomodando-o até que ele se discipline e passe a fazer uso adequado do pedal esquerdo do coletivo.  E, não sei se você, caro leitor (ou leitora) já notou, há dois sistemas de alarme: um, menos eficiente, que para de apitar assim que o uso adequado da embreagem é restabelecido; outro, mais efetivo, que só para de apitar quando o motorista traz o ônibus novamente para a inércia, reiniciando o procedimento de arrancada em primeira marcha, com uso adequado da embreagem.  Mais recentemente, outro apito foi adicionado: um sistema, também educativo repressivo, contra esticadas da marcha, com o intuito de forçar a economia de combustível – outra famigerada consequência daqueles terríveis já mencionados hábitos do motorista.

* Você tem uma dúvida, quer fazer uma pergunta? Mande-a clicando aqui, que O Cachambi responde. A pergunta a ser respondida semana que vem pode ser a sua.

Anúncios

2 Comments

Add yours →

  1. Rapaz, essa resposta merece o selo “Thug Life”, ou “Badass of the month”. Você abusou do direito de saber busologia!

    Obrigado.

  2. Muito esclarecedor!
    O ônibus que pego todo dia pra ir trabalhar apita O TEMPO TODO!
    Mas o motorista é tão gente boa que vou dar um desconto.

    Então esse motorista é um autêntico exemplar da espécie, imune aos sistemas educativos instalados no ônibus.

Você quer comentar? Clique aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: