Manual de sobrevivência no Rio de Janeiro – sinais vermelhos

Há algum tempo eu venho planejando escrever um manual de sobrevivência para gringos no Rio de Janeiro.  Faltou um pouco de tempo para planejar direitinho como seriam os posts.  Uma pena, porque eu perdi a janela pré-olímpica que tornaria esse manual muito mais proveitoso.  Azar dos gringos que vieram para cá curtir os Jogos Olímpicos: terão que se virar sozinhos!

Mais que isso, faltou uma ideia boa para abordar o assunto.  Eu queria fugir do clichê de tratar o assunto professoralmente e dar ao tema um ar mais debochado.  Hoje pela manhã tive a ideia.  E resolvi levar a cabo.  Imaginei um gringo me fazendo perguntas para esclarecer o modo de vida (aliás, sobrevivência) do carioca em sua cidade – quase um “O Cachambi responde“.  Comecemos assim:

Leandro, depois que o sinal fica vermelho, quantos carros podem passar por ele?

A rigor, nenhum.  Pode reparar que, se houver fiscalização eletrônica no cruzamento, nenhum carro passa após o sinal ficar vermelho.  Na prática, porém, a teoria é outra.  Se não houver nenhum pedestre, se o lugar for perigoso (fama de ocorrência recorrente de assaltos e/ou excessiva proximidade de uma quebrada sinistra), se o carro já vier muito embalado e a freada se revelar mais perigosa do que o avanço do sinal, se for só um pouquinho após o sinal ficar vermelho…  Aí pode.

Anúncios

One Comment

Add yours →

  1. Sinal vermelho é simples: se não der para furar, seja porque é perigoso demais, seja porque há radares, ninguém passa. Em qualquer outro caso, passam tantos carros quanto der até o sinal abrir de novo.

    É uma boa explicação.

Você quer comentar? Clique aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: