Memórias de um piriri

Atire a primeira pedra quem nunca…

*****

E aí você está lá deitado, semidormindo, no meio da madrugada.  Sem dores, sem nenhum outro sinal de qualquer anormalidade.  Você acha que é só um pum inofensivo que está por vir, como vários outros que já vieram antes e vários outros que ainda estão por vir.  Vira-se de lado, para liberar a pista e autoriza a decolagem.  Só que…

*****

Sempre soube que a água era o composto predominante, tanto na formação da Terra quanto dos corpos humanos. Durante aqueles três dias de sucessivas visitas ao banheiro, eu pude comprovar isso: o corpo humano é praticamente uma caixa d’água acoplada a uma bomba de alta pressão, capaz de produzir jatos potentes.  A expressão mamoniana “bazuca anal” nunca fez tanto sentido.

*****

O maior problema de um piriri crônico, como esse, é o pânico que ele incute na pessoa. Pânico de ver o banheiro ocupado, mesmo que não haja vontade de ir ao banheiro naquele momento. Pânico de soltar um simples é inofensivo pum, afinal de contas, nunca se sabe o que vem com ele. Pânico de comer, porque não é possível determinar se a comida passará a 2 ou a 200km/h pelo trato digestivo.  Pânico até de acabar a bateria do celular ou de falhar a internet: nunca se sabe quanto tempo vai levar até se conseguir sair do banheiro.

*****

A expressão “pum molhado” é uma contradição em termos. Algo como subir para baixo ou entrar para fora. Não faz nenhum sentido prático. No entanto, nada exprime melhor o que aconteceu naquela noite, na qual tudo começou, do que isso.  Silenciosamente, sem dor, sem aviso, sem alarde. Só um pum, que não foi só um pum. E o resto foi o resto – se não era o resto, passou a ser, porque toda carga foi alijada do compartimento em seguida.

Anúncios

One Comment

Add yours →

  1. Escatologia demais pro meu gosto, mas, como sou seu parceiro, não posso deixar de dizer que entendo exatamente o que você está falando.

    A capacidade de segurar é inversamente proporcional à distância que você está do banheiro…

Você quer comentar? Clique aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: