De volta ao corpo

E voltou imediatamente ao batente?  nem um dia para a alma retornar ao corpo?  Foi assim, com esse espanto, que a minha tia reagiu ao fato de eu ter chegado de viagem às 5h e à tarde já estar trabalhando.  Passei dez dias colocando a alma de volta no corpo, respondi.

Voltei de férias, com muita coisa para contar (por isso o blog ficou às moscas nessas duas últimas semanas).  Tanta coisa que sequer consegui arrumar a cabeça para escrever uma série incrível de posts sobre tudo o que vi e fiz – e também sobre o que eu não vi e não fiz, mas um dia ainda pretendo ver e fazer.  Porque não basta simplesmente escrever.  É preciso planejar uma ordem para contar as histórias, uma a uma, para não virar bagunça e facilitar a vida de quem, depois, quiser consultar um ponto específico.

Aos que ainda não sabiam, informo que a viagem de férias foi para Portugal, com uma rápida esticada em Santiago de Compostela.  Tudo muito justo, superficial.  O objetivo da viagem não foi conhecer profundamente tudo o que esses lugares tinha para oferecer.  Foi apenas relaxar um pouco, passear e despertar na Fiona o gosto por essas bandas da Europa.

Mesmo assim, tem muita história para contar…  Umas engraçadas, outras emocionantes.  Vocês verão.

Anúncios

One Comment

Add yours →

  1. Eu já fiz isso uma vez… e não gostei. Bem vindo de volta!

    Foi tranquilo.

Você quer comentar? Clique aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: