Fim de tarde em Coimbra

Continuemos, pois, a falar de Coimbra.

O dia não foi exatamente como planejado.  Depois de toda epopeia para redescobrir a família perdida da Fiona, descemos a sinuosa estrada que beirava o rio até Coimbra.  Restava-nos algum tempo e muita disposição para passear.  Por que não visitar Coimbra?

O avançar da hora já não nos permitiria embarcar na visita guiada das 15h.  A essa altura, isso pouco nos importava.  Os novos objetivos da nossa estada em Coimbra passaram a se restringir a dar uma volta pelo centro histórico, sem nenhuma pretensão além de apenas passear, conversar, comer e beber alguma coisa, tirar umas fotos bonitas e, se possível, ver algo de interessante.  Sem pressão, só diversão.

Estacionamos próximo à Ponte de Santa Clara, (o local que você verá em obras na imagem do satélite, espremido entre a Av. Emídio Navarro e o Rio Mondego é hoje um pequeno estacionamento público) ajudados pela sorte grande de ter alguém saindo do estacionamento (lotado) justamente na hora em que chegamos.

Atravessamos a Av. Emídio Navarro e utilizamos o banheiro do Burger King para aliviar a pressão de nossas bexigas, antes de iniciarmos, de fato, o passeio.  Banheiro limpo, por sinal, apesar do intenso movimento da loja num horário que, pelo público presente, parecia indicar o fim do expediente letivo.  Fica a dica.

Percorremos a pé toda a extensão da rua de pedestres (Rua Ferreira Borges) que leva dali do largo situado na cabeceira da Ponte de Santa Clara até o Largo de Santa Cruz, onde está situado o mosteiro que lhe emprestou o nome e (o que especialmente nos interessava) o Café homônimo.  Eu tinha lembranças melhores dessa caminhada.  Hoje a rua está repleta de lojas, no melhor estilo da Rua de Santa Catarina.

Chegamos no Café Santa Cruz.  Fazia calor.  Eu estava morto de sede.  Pedi um chopp, que não veio muito gelado.  Sentado nas mesas do lado de fora, olhei para dentro do Café e vi uma cena bastante decadente.  O sanduíche encheu a barriga, nada além disso.  O garçom, porém, era dos bons.  Trouxe mais um chopp sem ser necessário pedir.  Na hora que pedi a conta, ele já tinha o valor na ponta da língua, nem precisou esperar.  Sagaz o rapaz, pensei.  Mesmo assim, não recomendaria o Café a ninguém.

Levantamos e voltamos um pouco até cruzar o Arco da Almedina, iniciando a subida da colina no topo da qual está situado o Campus da Universidade.  E seguimos subindo…

Microônibus elétrico de Coimbra
Microônibus elétrico de Coimbra

Bem, subir não é a única alternativa para se chegar na Universidade.  Outra alternativa é esperar e pegar um microônibus (entenda, micro não é um eufemismo, é exatamente o que o tamanho do ônibus representa).  A linha A percorre toda a Rua Ferreira Borges (parando inclusive no Largo Santa Cruz) e sobe até a Sé Antiga, mais ou menos próximo à Universidade.  Outra opção é pegar as linhas 103, 28 ou 34.  As duas últimas fazem ponto final ao lado da Faculdade de Letras, na Rua Larga.  Acho que são opções melhores até do que a Linha A, em termos de economia de energia em subida de ladeiras até o Pátio da Universidade.

Não fizemos outra coisa que não tirar fotos externas na Universidade, apreciar a beleza do Pátio Central e passear, vadios, pelas ladeiras que subiam e desciam até lá.  Nossa estada em Coimbra não passou disso.  Por um bom motivo.

Anúncios

One Comment

Add yours →

  1. Leandro, a sua arte de descrição é fantástica. todos os detalhes e lugares não escaparam aos olhares atentos. tem razão, o café Santa Cruz, já teve melhor serviço, é o que dá “cria fama e deita-te a dormir”, um provérbio nosso, que explica a displicência de quem acha que já não precisa de fazer mais nada, para ter as pessoas rendidas a algo. a Universidade e todos os caminhos para lá chegar são bons de apreciar. a subida pelo Arco d’Almedina, ´para mim é o mais bonito. por ser a Universidade que frequentei, e a cidade onde vivi, este post tocou-me muito.
    obrigada,
    Mia

    Eu presto atenção no que é importante.

Você quer comentar? Clique aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: