Alta Piazza Casa di Appartamenti

Acho que é um bom momento, este, para falar do hotel que me hospedou em Buenos Aires.

*****

Cheguei a sondar muitos locais no AirBnB para alugar.  Eu já tinha uma listinha de lugares legais pronta para a Fiona escolher, mas ela bateu o pé que queria um hotel.  A busca voltou à estaca zero e eu passei a correr atrás de um lugar para dormir em Buenos Aires.  Nada muito caro e que, principalmente, fosse capaz de abrigar os quatro no mesmo ambiente – a solução com dois quartos não iria funcionar, porque certamente rolariam brigas intermináveis para ver quem dormiria com a mamãe.  A solução foi quase óbvia, quando o Booking me indicou o Alta Piazza Casa di Appartamenti.  Um flat, com apartamentos confortáveis, com quarto, sala, dois banheiros e uma pequena cozinha, uma cama de casal e um sofá-cama de casal.  Tudo isso pelo preço de uma única hospedagem – o custo caiu quase que pela metade em relação a hotéis que me empurravam dois quartos duplos.

*****

Vamos então ao review do hotel, que eu chamaria de uma opção cômoda e econômica.

Instalações: Trata-se de um prédio comum de apartamentos que parece ter sido adaptado para funcionar como um hotel.  Todas as unidades estão destinadas a funcionar como hotel, sendo duas por andar.  Há apenas um elevador (se der defeito, o hóspede está lascado).  O café da manhã é servido no próprio lobby.  Possui uma miniacademia de ginástica, com poucos aparelhos, sauna e piscina não aquecida (nada grande).  Os apartamentos de frente são voltados para a rua José Luis Pagano; os de fundos (onde fiquei hospedado), são voltados para uma área interna do quarteirão para onde convergem os fundos de todos os demais edifícios do quarteirão (somente possuem vista para os demais prédios).  No geral, as instalações não são muito novas, mas também não são muito antigas.  As paredes do apartamento pareciam já castigadas por muito uso, precisando de uns retoques no emboço e nova pintura.  No banheiro, a pia de madeira (em estado avançado de apodrecimento) com cuba apoiada estava a um suspiro de ceder e cair.  O banheiro da suíte possui bidê (foi difícil explicar para a Felícia para que servia aquele outro vaso sanitário sem água no fundo).  Há dois aparelhos split de ar condicionado, um no quarto e outro na sala, que deram conta do recado quando demandados.  Contudo, em virtude do volume do apartamento e da sua potência, tenho dúvidas que o desempenho seja tão bom em dias tórridos de verão.

Conforto: o fato de haver dois banheiros no apartamento faz toda a diferença (positivamente) para o conforto da estadia de quatro pessoas.  O Wi-Fi funciona muito bem.  A decoração do apartamento é mínima, mas isso conta, também positivamente, para uma estadia com crianças.  Nesse quesito, porém, há mais destaques negativos que positivos.  Embora a cama do quarto seja muito boa (box), o sofá-cama é terrível.  Eu, que deito e durmo em qualquer lugar, não me abalei; outros menos abençoados podem sofrer bastante.  Tudo porque o estrado do sofá-cama simplesmente não existe: o colchão é preso com tiras de pano amarradas na armação de metal.  O que dá mais raiva é que a solução do problema é fácil.  Outro destaque negativo fica por conta do banho, uma experiência realmente desagradável.  Primeiro porque não há box, mas banheira, e isso é sempre mais complicado.  Entrar e sair de banheiras são atividades de altíssimo risco (levar um tombo e se machucar não custa nada).  Segundo porque o piso da banheira é liso e escorregadio.  Terceiro porque o vidro temperado que separa a banheira do banheiro só cobre uma parte da banheira (mais próxima ao chuveiro) e a borracha que deveria fazer a vedação junto à borda da banheira estava deformada e ressecada, permitindo que boa parte da água do banho escorresse para o chão do banheiro (era uma cagada fenomenal, o chão do banheiro ficava inundado e o pano de chão completamente encharcado).  Quarto porque o cano de encher a banheira era muito grande e, sem acabamento na ponta, machucava a perna de quem batia nele.  Quinto porque a diferença de pressão entre a água fria e a água quente faziam com que ajustar a temperatura do banho fosse tarefa praticamente impossível, até porque a pressão da água quente oscilava e isso fazia com que a temperatura do banho também oscilasse bastante.  Sexto porque a torneira fria abria em sentido anti-horário (como deve ser), mas a quente abria em sentido horário (ao contrário do usual) e isso embaralhava tudo na hora de reajustar a temperatura da água em um momento de oscilação da pressão da água quente.  Passando do banheiro para a cozinha, outro destaque negativo ficou por conta da parte elétrica: os disjuntores desligavam quando se ligava o fogão (elétrico) junto com qualquer outra coisa no quarto (como a bomba da banheira ou o forno).  Um último ponto negativo é a cortina da janela, que não fecha totalmente.  Para quem precisa de escuro para dormir, principalmente ao amanhecer, isso vai ser um problema.

Localização: folgo em dizer que é excelente.  Próximo ao centro, aos parques de Palermo e ao buxixo de Palermo Soho, dá para fazer tudo a pé (como eu fiz) se houver tempo e disposição para tanto.  Todas as facilidades estão bem próximas: tem igreja, tem mercado, tem vendinha, tem loja de vinhos, tem restaurante legal, tem parquinho para crianças, tem metrô, posto de gasolina, shopping center, farmácia, museu, tudo a menos de 1km do hotel.  Quanto à localização, não se tem do que reclamar.

Limpeza: é limpo, mas a galera da limpeza deu uns moles.  Em alguns dias, esqueceram de recolocar as quatro toalhas no quarto e colocaram só três.  Nada que um telefonema à recepção não resolvesse.  Em outro dia, diante de um vazamento noturno de xixi, tirei toda roupa de cama e joguei no chão, indicando que ela deveria ser trocada – mas, ao invés de trocá-la, recolocaram-na molhada de xixi na cama.  Como é que a turma da arrumação não percebeu que o lençol estava molhado de xixi?  Não sei.  Novamente, nada que um telefonema à recepção não resolvesse.  No dia seguinte, colocaram um plástico embaixo dos lençóis para proteger o colchão.  Dica: se você viaja com alguém que corre o risco de fazer xixi na cama, peça logo o tal plástico para minimizar problemas e informe eventuais acidentes na recepção de manhã.  Lado positivo é que a equipe de arrumação lavava toda a louça deixada na pia diariamente.

Custo-benefício: excepcional, por dois motivos.  Primeiro, o já falado ganho de escala por hospedar quatro pessoas num único apartamento.  Segundo, porque todo turista que se hospeda em hotéis argentinos recebe restituição do IVA no mesmo cartão de crédito que pagou ou garantiu a reserva (21% do valor da estadia).  É um jeito de atrair turistas estrangeiros e de competir com o AirBnB – mais honesto do que a iniciativa de outros lugares do mundo que simplesmente colocaram o AirBnB à margem da lei, como Nova Iorque.  Condições para exercer o direito à restituição são: apresentar passaporte (RG brasileiro não vale) e o mesmo cartão de crédito que pagou ou garantiu a reserva (se perder o cartão e solicitar outro, ou se usar cartão virtual para a reserva, também não vale).

Funcionários: nem todos são extremamente simpáticos, mas devemos guardar um certo respeito por aqueles cujo sorriso não sai tão fácil quanto o de outros.  Sempre atenderam as minhas demandas com presteza e objetividade, mesmo quando estavam se atracando na cozinha do café da manhã (sim, um belo dia flagrei o recepcionista que aparece na foto do Booking se atracando com a moça da cozinha).  Destaque positivo para a mocinha que fica na recepção durante a noite.  Além de bonita, ela é um primor de simpatia.

Há um último comentário que julgo relevante para uma avaliação final do hotel: o café da manhã é apenas suficiente.  Não espere um grandiosíssimo café, porque não é.  Tem apenas o básico e suficiente para se alimentar bem de manhã e partir para a vida na rua.  O café expresso (o pior que eu já bebi) é pago à parte.

 

Anúncios

Você quer comentar? Clique aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: