O Cachambi responde – Neymar no PSG

Pergunta curta e direta, recebi ontem na caixa postal (as crianças com menos de trinta anos de idade não devem saber o que é uma caixa postal, por isso explico: é uma espécie de e-mail anônimo do século passado) do blog.  Vamos a ela, e à resposta.

O que você acha da ida do Neymar para o PSG?

Sinceramente, achei sensacional!  Neymar estava, no mercado do futebol, como aquele excelente piloto, que tem um bom carro, mas que tá sempre ali, vigiando os dois primeiros colocados que se alternam nas duas primeiras posições da corrida sem ter muita brecha para ultrapassá-los.  Poupou o equipamento a corrida toda e agora sente que tem condições de enfrentá-los.  Sair do Barcelona é como tirar o carro de trás do vácuo de Messi e Cristiano Ronaldo e apontar na reta ao seu lado.  Quem tiver mais motor, vencerá a disputa.  Muitos dirão: “ah, mas no PSG?  Um time sem tradição, sem torcida, com DNA perdedor…”  Senhores, todos os times, em algum momento de sua história, já passaram seus vexames.  O Brasil já apanhou de 7×1 em casa; o Barcelona, na temporada 1997-1998, terminou a primeira fase da Liga dos Campeões em último lugar; o Real Madrid apanhou de 6×2 do seu maior rival em casa, em 2008-09; o Flamengo já perdeu final de Copa do Brasil para o Santo André…  A história dos grandes clubes é feita também de dias ruins, assim é o esporte.  E o esporte futebol, hoje, é dinheiro.  Não existe mais aquele negócio de amor à camisa e “craque a gente faz em casa”.  Esqueça isso.  Os grandes times são montados, não gestados.  Não teremos mais Tottis, Gerrads, Puyols…  O PSG de hoje é o Real Madrid de ontem (não há um único jogador titular do Real Madrid formado em suas categorias de base) e o Milan de amanhã (comprado por um grupo Tailandês e que pretende ressurgir daqui a alguns anos).  A ida de Neymar parece que será um reequilíbrio nas forças do mercado da bola.  É uma mostra de que há futebol de alto nível fora da Espanha e que, paulatinamente, a tradição cederá espaço ao dinheiro.  É bom para o Neymar, porque se apresenta como principal candidato ao posto de “melhor do mundo”, princípio do crepúsculo dessa fase Ronaldo-Messiânica do futebol.  É bom para o PSG, que finalmente se habilita no seleto grupo das principais marcas do futebol mundial, ao lado de Bayern, Barcelona, Real Madrid e Juventus.  Lembremos que o Barcelona, quando comprou Ronaldinho Gaúcho do PSG, tinha a mesma ambição que o PSG tem hoje ao comprar Neymar do Barcelona – e estava em uma posição ainda mais inferiorizada que o PSG se encontra hoje no mercado mundial da bola.  É bom para o campeonato francês, que ganha visibilidade em todo o mundo e foge da peche de segunda divisão da Europa.  É bom para o SporTv, que detém os direitos de transmissão do campeonato francês no Brasil.  É bom para a UEFA, que terá mais um grande time no seu seleto mercado para vender seus produtos mundo afora.  É bom para o Barcelona, que mete uma baita grana no bolso e agora pode ir às compras fazer o que quiser (dá para comprar Phillipe Coutinho, Mbappé e Marcio Araújo com esse dinheiro – acreditem, eles precisarão em breve de um substituto à altura para o Busquets).  É bom para a Nike, que agora pode promover um jogador seu num clube equipado por seu uniforme.  Neymar chegou e recebeu a camisa 10 de um companheiro argentino.  Há muito simbolismo nisso.  Ele chega para ser, indiscutivelmente, a estrela da companhia, assim reconhecido pelos seus pares que, na hora do aperto, darão a bola para ele.  Agora é com ele: será cobrado, será observado, será medido e terá que responder à altura.  Topou um desafio do tamanho do mundo.  O PSG apostou alto, ele também.  Agora os dois têm cinco anos para provar, um ao outro, e ambos ao mundo, que a aposta valeu a pena.  Sentado do lado de cá da televisão, eu só tenho mesmo é que esfregar as minhas mãozinhas e abrir uma cerveja para acompanhar cada passo dessa epopeia que está por vir.  Boa sorte a todos os envolvidos nessa empreitada, e que vença o futebol!

* Você tem uma dúvida, quer fazer uma pergunta?  Mande-a clicando aqui, que O Cachambi responde.  A pergunta a ser respondida semana que vem pode ser a sua.

Anúncios

Você quer comentar? Clique aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: